sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Aurora boreal

Imagem extraída do google





Tenho quarenta janelas
nas paredes do meu quarto.
Sem vidros nem bambinelas
posso ver através delas
o mundo em que me reparto.

Por uma entra a luz do Sol,
por outra a luz do luar,
por outra a luz das estrelas
que andam no céu a rolar.
Por esta entra a Via Láctea
como um vapor de algodão,
por aquela a luz dos homens,
pela outra a escuridão.
Pela maior entra o espanto,
pela menor a certeza,
pela da frente a beleza
que inunda de canto a canto.
Pela quadrada entra a esperança
de quatro lados iguais,
quatro arestas, quatro vértices,
quatro pontos cardeais.
Pela redonda entra o sonho,
que as vigias são redondas,
e o sonho afaga e embala
à semelhança das ondas.
Por além entra a tristeza,
por aquela entra a saudade,
e o desejo, e a humildade,
e o silêncio, e a surpresa,
e o amor dos homens, e o tédio,
e o medo, e a melancolia,
e essa fome sem remédio
a que se chama poesia,
e a inocência, e a bondade,
e a dor própria, e a dor alheia,
e a paixão que se incendeia,
e a viuvez, e a piedade,
e o grande pássaro branco,
e o grande pássaro negro
que se olham obliquamente,
arrepiados de medo,
todos os risos e choros,
todas as fomes e sedes,
tudo alonga a sua sombra
nas minhas quatro paredes.

Oh janelas do meu quarto,
quem vos pudesse rasgar!
Com tanta janela aberta
falta-me a luz e o ar.


António Gedeão

8 comentários:

pinguim disse...

Presumo que seja teu este poema.
Parabéns!

Cata- Vento disse...

Pinguim

Peço desculpa pelo lapso imperdoável. O poema é de António Gedeão. Já foi corrigida a falta.

Beijinhos

Bem-hajas!

greentea disse...

há tanto tempo q não passava por aqui ...

Luis Eme disse...

olá, Cata-vento.

Espaço do João disse...

O tempo passa, novos horizontes se vislumbram, mas os primeiros amigos não poderão ser deixados ao esquecimento.
Há quanto tempo não passava por este espaço?
Sim! Eu sei que me tenho desleixado, mas nem por isso me esqueci. Voltarei novamente.
Um abraço de recordação.

Graça Pires disse...

Inesquecível António Gedeão.
Adorei lê-lo, aqui.
Um beijo.

Zé Povinho disse...

Só mesmo um homem da ciência para descrever tão bem em palavras o que nos deslumbra, e/ou aflige.
Abraço do Zé

JORGE GOURGEL disse...

ESQUENTADORES E CALDEIRAS
Verifique se o se aparelho funcione correctamente.

Sintomas de avarias

- O esquentador ou caldeira so acende depois de várias tentativas.
- A chama do queimador é muito baixa.
- O esquentador ou caldeira apaga-se durante um curto periodo de funcionamento.
- Caudal muito reduzido na água quente.
- O esquentador ou caldeira trabalha mesmo com a torneira fechada.
- O esquentador ou caldeira faz uma pequena explosão ao acender.

Se o seu aparelho tem algum destes sintomas, não espere que agrave
Ligue ja para o Nº 914568291 / 963835035

Marcas: vulcano, domusa, ferroli, roca, nova florida, baxi, immergas, tífel, chaffoteaux, lasian, zantia, vaillant, junkers, fagor, biasi, junex, bereta, worten, zeus, ariston


Distrito de Setubal e Lisboa
LIGUE, MARQUE e NÓS RESOLVEMOS

914568291 / 963835035
Jorge Gourgel