quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Cândido Guerreiro


O poeta Francisco Xavier Cândido Guerreiro nasceu em Alte a 3 de Dezembro de 1871. Com nove anos de idade, em 1880, Cândido Guerreiro saiu de Alte. Nessa altura, o pai foi nomeado Juiz de Paz em Estói, freguesia rural do concelho de Faro, e aí foi viver.Frequentou a escola primária de S.Brás de Alportel e, mais tarde, o liceu de Faro onde não finalizou o curso. Foi escrivão do Juiz de Paz em Estói e presidente do posto meteorológico de Faro. No ano de 1899 ocupou o lugar de perfeito na Casa Pia de Beja e aí, fruto de uma paixão, nasce um filho seu que também se distinguiu no mundo das letras, Cândido Xavier Guerreiro da Franca. Em 1900 foi fiscal de impostos em Faro e, depois, aconselhado pelo poeta João Lúcio, foi tirar o curso de Direito em Coimbra.Foi o primeiro altense a tirar o curso de Direito. Em 1910 foi nomeado notário da Comarca de Loulé. Em 1935, a Casa do Algarve convidou-o a publicar uma monografia e um cancioneiro sobre o Algarve mas recusou. Morreu a 11 de Abril de 1953 e foi sepultado no cemitério de Faro.


A Casa do Poeta ( Faro)



Minha Terra

Minha Terra embalada pelas ondas,
Lindo país de mouras encantadas,
Onde o amor tece lendas e onde as fadas
Em castelos de lua dançam rondas…

Oh meu Algarve, quero que me escondas…
Que na treva da morte haja alvoradas!
Hei-de sonhar com moiras encantadas,
Se eu dormir embalado pelas ondas…

Quando o sol emergir detrás da Serra,
Sempre será… da minha terra
A fecundar-me o chão da sepultura…

Ao pé dos meus, na minha aldeia querida,
A morte será quase uma ventura,
A morte será quase como a vida…

Cândido Guerreiro



A baixa de Faro ( vista aérea)

82 comentários:

Graça Pires disse...

Obrigada por nos recordares Cândido Guerreiro. Há quanto tempo ninguém falava dele.
Um beijo.

Sophiamar disse...

Graça Pires

Os poetas algarvios andam um bocadinho esquecidos. E é pena!

Beijinhosssss

Meg disse...

Isabel,

Confesso a minha ignorância, embora o nome não me seja estranho.
Há, felizmente, muita escrita bonita por este nosso país, mas no país que não chega à TV, nem a qualquer meio de divulgação. O que é pena, principalmente para os mais novos que crescem sem terem tido acesso a este Portugal.
Vou dar, como de costume, uma volta cá pelos meus papéis, e depois ainda volto cá.
Um abraço

Jose Gonçalves disse...

Olá Sophiamar

Não conheci Cândido Guerreiro, mas fiquei elucidado. O Algarve está assim recheado de grandes figuras que a maioria dos portugueses não conhecem.
É bom alguém nelas falar para que a memória registe mais ilustres portugueses.

Parece que consegui resolver s problemas do meu PC mas infelizmente perdi todos os endereços que tinha na barra lateral, dos amigos que costumo visitar. Vou apanhando aos poucos e disso peço desculpa a todos e a ti em particular.
Um beijinho.
José Gonçalves

T S disse...

Oi
amei seu blog
convido vc para Lusitana ilusao!
espero que goste
ts

Mocho-Real disse...

Olha, Alte! É dos sítios mais bonitinhos do ALLgarve!

Já lá não vou há uns 15 anos, talvez. Tem uma ribeira muito fresquinha onde ao Domingo nem se pense em lá ir pois está com mais fente que o São Luís em dia de antigo jogo grande!
Mas à semana, lembro-me era um repouso e um oásis, com muita verdura, árvores com sombras fresquinhas,...

Quanto ao poeta, claro, não conhecia. Vai divulgando, que por cá ninguém sabe que o Algarve também dá poetas, muitos pensam que só dá praias, pá.
Gosto mais desta casinha, é algarvia de gema. Tem traça regional.

Um abraço.

Mocho-Real disse...

OLHA!

SÓ agora é que reparei, depois de ter estado aler mais sobre o CÂndido Figueiredo.
Mas que bonitinho que fica o selo do sino, e o outro também é giro, é de um arande amigo meu, praticamente desde sempre, o Xico Cintra. Um tipo fantástico, bem diferente de mim. talvez por isso sempre nos demos como 2 irmãos.

Obrigado. O Sino fica aí mesmo bem, pá.(mas vê lá, nao te prejudiques por minha causa, olha que tenho muito mau nome na praça...)

P.S (salvo seja!) - Os teus últimos comentários já vieram com a dentadura posta. Hehehehe!...

Um abração.
Jorge G.

Mocho-Real disse...

CÂNDIDO GUERREIRO, bolas !!!

Oh eu, triste criatura ignorante!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sophiamar
Este poeta algarvio eu conheci bem. Lembro-me quando ferquentei o Liceu de Faro passar junto à casa do poeta e de estudar os seus poemas nos textos da Selecta Literária.
Bons tempos idos e magníficas imagens.
Beijinhos

Espaço do João disse...

E o nosso querido António Aleixo? Também não era algarvio ? Conheço alguns poetas mas a maior parte deles não sei a sua origem. Perdão pela minha ileteracia.João

Maria disse...

Para além das estórias que nos contas dás-nos a conhecer pessoas. E pessoas que mereciam ser conhecidas no País todo e não só, no caso, no Algarve...

Obrigada...
Beijinhos

elvira carvalho disse...

Um poeta de que conhecia o nome, mas não a obra. Gostei de saber um pouco mais dele. E como estamos a falar de poetas algarvios, um desafio. Sabe de quem é este poema?

Fuzeta do meu encanto,
Beijada pelo Rio Eta...
De espuma teu lindo manto
Fuzeta, quero-te tanto...
És o sonho do poeta!...

O mar, o teu belo rio...
Alma da terra algarvia
Vai correndo ao desafio
Cantando a canção do estio
que te dá cor e alegria!

O Algarve do mar dourado
Pela ria te dá um beijo
Ternura de namorado,
Meu paraíso sonhado,
deste amor em que te vejo!

Terra-Mãe, quanta emoção!
Minha ternura infinita!
Da Bela Armona de Olhão...
Trago-te no coração...
E a poesia me visita!
Minha terra sem jardim
A vida te perfumou...
Com alga do mar sem fim
A esperança dentro de mim!
Um sonho me ficou!

Farás dos meus simples versos
Flores a desabrochar...
O teu jardim é o mar,
Que te enche os universos
De flores que tens p’ra dar!

Do céu a tonalidade...
Tapete de cor anil!...
A mais bela claridade!
És clara manhã de Abril...
Um hino de Liberdade!

Porque o mar o teu quartel,
É grande na liberdade...
E na sua imensidade,
Tu venceste o mar cruel,...
Com a tua heroicidade!

Com a minha alma algarvia,
À terra que me viu nascer
Aqui estou p’ra lhe oferecer
Meu resouro de poesia...
Meu Amor sempre a crescer!

Um abraço

Mocho-Real disse...

EI SEI EU SEI; mas não digo!

Estou é com uma grande fraqueza!

Já adivinhaste?

elvira carvalho disse...

O comentário eliminado foi meu. Me desculpe mas nem sei como sairam gémeos, eliminei um.
Um abraço

gaivota disse...

querida isabel
obrigada por dares a conhecer mais um poeta, um homem daí do sul,
eu não conhecia nem de nome!
mesmo a sério, o António Aleixo é-me mais familiar...
há uns anos conheci um sobrinho dele que trabalhava num restaurante e demos dois dedos de conversa, foi engraçado...
beijinhos minha amiga
(tou à espera...)

Sophiamar disse...

Meg

Cândido Guerreiro é um poeta algarvio que qualquer estudante do liceu de Faro, antigamente, conhecia. A casa do poeta, na imagem, fica lá perto e era tão bonitinha com o seu jardim, muito cuidado que ninguém lhe era indiferente. Em Alte, junto à Fonte Grande, está este poema que aqui transcrevo.
É pena, como dizes, que não sejam divulgados.
Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Zé Gonçalves

Fiquei feliz com o teu regresso. Às vezes, estou caladinha mas sempre a seguir os amigos. A Amigona achou que tenho aparecido pouco mas acho que está relacionado com este sistema de comentários que agora criei. Acho que é difícil para quem trabalha mas vou tentar manter.
Andei a procurar a Sophiamar no teu blog mas afinal mudou de lugar. Está lá em cima a ver o mar.
Obrigada!

Beijinhossssss mil

Sophiamar disse...

TS

Vai aparecendo. Gostei da visita.

Beijinhossss

Daniel Aladiah disse...

Figura imponente, que não conhecia.
Um beijo
Daniel

Sophiamar disse...

Mocho-Real

Alte é uma das vilas mais bonitas do Algarve. Verdejante e fresquinha.
Ahahahahah! Tu vinhas ao S.Luís ver o Benfica? Nesses dias, ficava dividida. Que tortura! Mas o Farense foi pela ribeira abaixo. Que pena!
Fico satisfeita que tenhas conhecido mais um poeta.Outros irás conhecer. A região tem muito mais do que se pensa.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

O selo do sino é giro e dá cor ao blogue. O teu amigo Xico Cintra, da família dos cintras da 2ª circular, também cá tem o selo a fazer pendant com o teu. Gosto dele! Calminho, culto, afável...
Não tens que agradecer-me nada. Fi-lo de boa vontade. Não tenho medo do prejuízo que daí me possa vir nem acredito que venha algum a este mar com vista para o Cabo de Santa Maria.
Já tenho dentadura? Ainda bem. Meter com os dentistas é abrir os cordões à bolsa.
Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Cuidado, Mocho-Real! Não te quero mais disléxico do que dizes ser.

Abração

Sophiamar disse...

Silêncio Culpado

Andaste no Liceu de Faro. Está em curso a organização de mais um almoço dos antigos alunos. Bora lá?

Passei tantas vezes à porta desta casa!

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

João

O António Aleixo foi o maior poeta popular do Algarve e talvez de Portugal. Tenho por ele uma ternura especial assim como pelo Dr. Joaquim Magalhães que o divulgou.
Gosto muito dos teus comentários e da tua passagem por aqui.
Bem hajas!
Beijinhossssss

Carminda Pinho disse...

Isabel,
se não fosses tu, se calhar nunca saberia quem foi Cândido Guerreiro, nem sequer a sua poesia.
Se não fosse a blogosfera não havia práticamente quem falasse dos poetas portugueses.
Obrigada.

Beijinhos

Ludo Rex disse...

Minha Terra embalada pelas ondas,
Lindo país de mouras encantadas...
O Algarve é Lindo!
Kiss e Até já!

As Sombras de Fim do Dia disse...

Os nossos poetas são patrimónios culturais que devem ser sempre recordados!!! Achei lindo a poesia que escolheste!

beijinho e bom Wk

mixtu disse...

não conhecia este poeta de uma terra quente e a sul...

muitos poetas devem estar esquecidos, poetas locais que devem ser "ressuscitados" nomeadamente pelas forças vivas como as autarquias locais...

abrazo serrano

São disse...

Fiquei a saber mais do Algarve, merci!
Bom final de semana.

O Profeta disse...

Nos umbrais do pensamento
Mora o desejo no limite da razão
Roubando os segredos do corpo
Lançando ao vento a emoção

Uma rosa breve guarda a beleza
O amor é orvalho de feliz pranto
O horizonte é o começo do infinito
A chegada de uma onda é alegro canto

Convido-te a sentir o beijo da chuva

Bom fim de semana


Mágico beijo

Sophiamar disse...

Maria

A tua passagem por aqui é sempre bem-vinda. Eu quase deixei de comentar por falta de tempo agora que comento no meu blogue. Tenho de fazer visita aos amigos.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga!

Não conhecia o poema mas conheço a poetisa, professora aposentada, que encontrei muitas vezes em Faro.

Bem hajas, amiga! Estes contributos são preciosos.
Há uma escola na Fuseta, uma freguesia de Olhão, com o nome do Dr. João Lúcio.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Gaivota, Amiga!

O António Aleixo é um dos maiores poetas populares de Portugal. Conheci bem a sua esposa.Lamento que não lhe tivesse sido reconhecido em vida, por quem de direito, todo o seu valor.

Cândido Guerreiro é um bom poeta.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Daniel

A tua passagem por aqui é sempre bem vinda. Sei quanto gostas de poesia.

Beijinhosssss

Bem Hajas!

Sophiamar disse...

Mocho-Real

Ultrapassei o teu comentário.Desculpa!
Onde descobriste a Fraqueza? Professora, poeta algarvia, bem conhecida, em Faro.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Elvira
Acontece amiga. Não te preocupes. Eu apago-os.

Beijinhosssssss

Sophiamar disse...

Carminda

Claro que um dia encontrarias este poeta num dos teus passeios ao Algarve. Alte é uma das terras mais bonitas do barrocal algarvio. Fresquinha, verdejante, com uma fonte magnífica.

Beijinhossssssss

Sophiamar disse...

Ludo
A nossa região é linda, Ludo! No entanto, outras existem tão ou mais belas. O Alentejo fascina-me.Conheço-o de fio a pavio.
Quanto às mouras encantadas lembrei-me das pinturas de Carlos Porfírio patentes no Museu Etnográfico no Largo da Pontinha, em Faro.Lindas!

Bom fim de semana!

Está um fim de tarde de sonho.

Beijinhosssssss

Sophiamar disse...

As sombras de fim do dia

Vai passando. Outros irás conhecendo.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Mixtu

Quanta saudade, amigo! Tu gostas de poesia, de poetas...

Por onde tens andado?

Tens razão! Compete às autarquias não deixar perder este património.

Beijinhossssss

astrid disse...

Fiquei emocionada...
diz tudo

um beijo
o melhor fim de semana

Meg disse...

Isabel,
Tal como te disse, fui dar uma volta "por aí" e sim, se temos bons poetas algarvios. Além do João de Deus e mais dois ou três,
pouco mais conhecia. A gente a virar-se sempre para os mesmos.
Em breve te farei uma surpresa.

Um abraço

Sophiamar disse...

São

És sempre bem vinda.Outros poetas irás conhecendo.
Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Astrid

Quanta saudade, amiga! Que é feito de ti? És sempre bem vinda.

Outros poetas trarei.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

meg

É com todo o gosto que aguardo a tua surpresa.
Há bons poetas algarvios, muitos deles vivos, aqui no Algarve e em Lisboa. Torquato da Luz, Nuno Júdice, Gastão Cruz, Vieira Calado, Casimiro de Brito e Ramos Rosa são alguns deles.
Vai passando.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Profeta

És sempre bem vindo acompanhado da tua poesia ou sem ela. A tua ternura e magia são-me muito gratas.

Beijinhossssss

rendadebilros disse...

Ouvi falar muito vagamente... por vezes cruzamo-nos muito rapidamente com autores como este e não o "vivemos" com profundidade... Fizeste muito bem em trazê-lo para qui...
(Incendeiam-se os ânimos, sem se compreender muito bem onde algumas pessoas querem chegar... a inveja é uma das razões que espalha muita confusão...
Bom fim de semana. Já respondi ao teu desafio das 12 palavras assim ao correr da pena, mas ficou - o post- antes da "discussão" e por isso ninguém deu conta. Vou "puxá-lo" para o dia de hoje.

Sophiamar disse...

Rendinha

A tua passagem por aqui é sempre bem vinda e as tuas palavras lidas com atenção. Quanto ao tal programa, ficou muito aquém do que eu esperava.
Vou ler o post das doze palavras.

Beijinhosssssss

Pena disse...

Estimada e Genial Amiga:
A genialidade e o talento como agracia as pessoas é enorme e jorra com um encanto enorme de si.
Isto é uma qualidade evidente ao olhar de toda a gente. Dá valor. Incentiva. Estimula. Encoraja. Parabéns pelo seu post e parabéns pela homenagem ao seu poeta.
Entrega parte de si maravilhosamente a quem partilha os seus sentimentos e pensamentos.
Tem uma interioridade repleta de ternura e encanto.
Não sei dizer mal de si, nem consigo, acredite?
O génio que vai em si arrebata.
O talento enalteço-o, sem margem para qualqer dúvida.
Olhe, quando a leio fico sempre silencioso. Muito apático pensando para mim nos textos sublimes que cria com um coração gigantesco.
OLhe, não sei que dizer mais, desculpe.
Beijinhos amigos de valorosa estima e imenso respeito

pena

hfm disse...

Cândido Guerreiro... levantei-me e fui ali buscar um livro dele... ainda por cima tive como professora uma filha dele.

Meg disse...

Isabel,
Mas era dos "antigos" que falava.
Dos contemporâneo, já troxe vários aqui. Dois dos que mencionaste estão-me sempre à mão... Nuno Júdice e Ramos Rosa, que continua comigo sempre.

Um abraço

rendadebilros disse...

isso são os teus olhos e o teu coração generoso!!!
Beijos.

Sophiamar disse...

Pena

Meu Querido Amigo

É com muito gosto que te recebo nesta casa. Sê bem-vindo! As tuas palavras, sempre ternas, gratas, amáveis,deixam-me sem jeito.
Deixo-te beijinhos, um abraço apertado e volta sempre. Tenho as portas abertas para quem vem por bem ver o meu mar.

Bem Hajas!

herético disse...

gostei de saber. e conhecer mais um poeta! gostei muito...

Sophiamar disse...

Hfm

Desconhecia que Cândido Guerreiro tivesse uma filha professora. Sabia de dois filhos, um deles nascido em Beja.
Sê bem-vinda!

Vai aparecendo!

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Rendinha

Amiga, esta casa é tua. É com muito gosto que aqui recebo quem com tanto carinho me trata.

Beijinhosssss deste mar de que ambas tanto gostamos.

Sophiamar disse...

Meg

Vais trazer um dos antigos? Que bom! Em breve, talvez amanhã, traga um que , sendo algarvio, morreu em África.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Herético

A tua passagem por aqui é sempre bem-vinda.
Beijinhossss

Agulheta disse...

Sophia.
É muito bom nós blogistas dar a conhecer a poesia e os poetas,deste nosso país onde muitas vezes,ou aquase sempre esquecidos,gostei.
Beijinho doce amiga,fica bem Lisa

Carminda Pinho disse...

Grande "conversa que vai por aqui, amiga.
Que bom!
És uma pessoa com quem gosto muito de falar e, por aqui...tantos amigos...

Beijos

jo ra tone disse...

Estou a ver que o Algarve é terra de grandes poetas!

Beijinhos
Bom fim de semana

Aspásia disse...

GOSTEI DE CONHECER ESTE HOMEM-POETA DE QUE SÓ OUVIRA OU VIRA O NOME, QUEM SABE NA PLACA DE ALGUMA RUA ALGARVIA...

QUE PENA A POESIA ALGARVIA NÃO SER MAIS DIVULGADA, SERÁ QUE É PARA CUMPRIR O VERSO "Ó MEU ALGARVE, QUERO QUE ME ESCONDAS" ?

BO FIM DE SEMANA

BEIJINHO BEM à VISTA!

Mocho-Real disse...

Isabel:

Depois de muito porfiar, os seus livros encontram-se esgotados ao que sei, lá consegui encontrar um outro irrepreensível soneto de Cândido Guerreiro.
Talvez já conheças, mas ainda assim aqui to deixo.
Pena que este excelente sonetista seja tão pouco conhecido.
Descobri-o agora, por ti anunciado. Obrigado.

«AMENDOEIRAS»

Em Fevereiro, quando lá de cima
Deus, com a tinta de luar, escreve
Seus lindos versos algarvios, rima
A flor das amendoeiras com a neve…

Neve em flor! Sonho! Alvura! Quem descreve
O noivado irreal que se aproxima,
Pão branco, tão diáfano, tão leve,
Que nem talvez na música se exprima?

- Meninas da primeira comunhão,
Ascéticas, descendo da montanha
À beira do caminho em procissão,

Em vias-lácteas de perfume brando,
Oiço-vos bem a sinfonia estranha,
- Porque, amendoeiras, vós estais cantando…


UM ABRAÇO.
Jorge G.

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida amiga, a net anda a pregar-me a partida! Se o meu comentário ficar deixo-te um abraço apertado e deixei-te um cravo vermelho para ti! Fica bem querida...logo, logo voltarei...

Sophiamar disse...

Jo Ra Tone

O Algarve é terra de grandes homens/ mulheres muitos deles desconhecidos. Espero poder dar um pequeno contributo para que esse desconhecimento seja um pouco menor.
Vai aparecendo.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Carminda

Agora entrei nesta onda. Há tanto tempo a ver o mar....
Não desgosto,até pelo contrário, mas tira-me tempo para visitar os amigos.
Há alguns que estou em falta.Vai passando, miga.A tua companhia, é-me imprecindível. Sempre!

Beijinhossssssss

Sophiamar disse...

Lisa, Amiga

Sei que também gostas de poesia. Irei dando conhecimento dos nossos poetas do sul.

Beijinhosssssssss amigaaaaaa

Sophiamar disse...

Aspásia, Amiga Grande

Sabes quanto gosto de te ver por aqui, quanto te estimo, quanto a tua passagem é imprecindível.
Beijinhossss para ti e paizão.
Tenham um bom fim de semana!

Sophiamar disse...

Mocho-Real

Obrigada, Jorge, por teres feito essa pesquisa e trazido este belo soneto. Um excelente contributo! Cândido Guerreiro é um dos grandes do Algarve mas, como sempre, quem o deve relembrar não o faz. Aqui nesta terra, Allgarve ( repugnante!) há um pouco de tudo mas até parece que só temos praia e sol.
Vai aparecendo. És sempre bem vindo e vê lá se abres os comentários lá no som.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Amigona, Amiga Grande, Mana linda!

Tenho saudades tuas, sabes? Muitas! Mudaste de casa, está tudo muito bonito, lindo mesmo, mas aquele verde do teu campo, do meu, deixou-me saudades. Mas,deixemo-nos de passado, estás num condomínio de luxo.
Beijinhosssssssss

Bom fim de semana! Com a tua/nossa princesa.

amigona avó e a neta princesa disse...

Querida Isabel eu entendo as tuas saudades mas, às vezes, é bom mudar! Pior do que tudo isso é quando a net não deixa ficar por aqui...mas hoje estou com sorte!!!
Um beijo querida e sê MUITO feliz...

Sophiamar disse...

Amigona, Mana, linda Amiga!

É verdade, amiga, a net tem-nos pregado umas partidas.
Quanto à mudança, é boa, na maior parte das vezes. O teu blogue está lindo. Muito bonito mesmo! Eu ando uma lamechas! Desculpa!

Beijinhosssssssss

Bom fim de semana!

elvira carvalho disse...

Bom dia amiga. Acabaram de me deixar um aviso de que estão a enviar vírus para os blogs. Dize é um comentário que tem escrito Here, Não tente ver quem é delete imediatamente se lhe aparecer.
Não sei se é verdade, mas mais vale pevenir...
Um abraço

Sophiamar disse...

Elvira

Muito obrigada, amiga!Já apareceu várias vezes. Esse e outros todos com nomes estrangeiros e , geralmente, em inglês. Já os vi por aqui, na amigona, no Zé Gonçalves e noutros blogues. Andam a desaparecer comentários e já me desapareceram emails. Todo o cuidado é pouco.
Beijinhosssss

Pena disse...

Linda e Talentosa Amiga
OBRIGADO pela terna visita que me efectuou e pelas simpáticas palavras lá expressas.
Um fim-de-semana de encanto.
Beijinhos amigos

pena

Sophiamar disse...

Querido Amigo Pena

Passar pelo teu blogue é um prazer. Não tens que agradecer.Gosto muito de ti.
Voltarei sempre.
Mil beijinhossssssss

© Piedade Araújo Sol disse...

Obrigada por aqui trazeres um poeta tão esquecido.

beij

Papoila disse...

Minha Querida:
Relembrar um autor que estava esquecido. Que maravilha a casa do poeta tipicamente algarvia com uma chaminé lindíssima. O poema escolhido é lindo.
Bela a foto de Faro.
Beijos

Victor disse...

Querida Sophiamar
É sempre com encantamento que venho por cá "A Ver o Mar..." e regresso sempre à Oficina muito mais enriquecido.
Bonita homenagem que me vai servir de bússula par uma próxima visita.
Beijinhos.

Sophiamar disse...

Piedade

Tentarei trazer outros poetas. Una menos esquecidos que outros. Algarvios, alentejanos, ribatejanos... todos.
Vai passando!

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Papoila

Outros poetas irei relembrando. Primeiro os algarvios. Apenas pela proximidade. Depois, muitos outros.

Vai passando. A tua passagem por aqui é sempre bem vinda.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Victor

É com muito gosto que registo a tua passagem por aqui. As tuas palavras são sempre bem vindas.

Vai passando.

Beijinhosssss