quinta-feira, 27 de março de 2008

Dia Mundial do Teatro


Comemora-se hoje o Dia Mundial do Teatro. Porque tenho um amigo, Fernando Peixoto, que de Teatro sabe como poucos e ama o Teatro como ele deve ser amado , aconselho-vos a que passem pelo seu blogue. Vão gostar, com certeza. E ficarão a saber mais.

15 comentários:

gaivota disse...

olá minha amiga, gosto tanto de teatro e de revista também,
dantes ia bastantes vezes ver espectáculos, agora..., fui nestas férias com o meu príncipe Martim ver dois filmes para eles, crianças, lindas, como a tua Maria!
beijinhosssssssssss

Pena disse...

Linda Amiga:
Não vou ao Teatro há muito tempo.
Vi ontem, na cidade do Porto, o music hall que adorei: "Música no Coração". Fui com a família e gostei muito. Talvez, tivesse predominado a emoção de ter partilhado a minha vida juvenil com outros sobre um "Clássico do Cinema" que é o filme.
O Teatro, os verdadeiros actores vivi-os de perto há muito. Tinha amigos no mundo dos palcos. Havia estima e eu encorajava o seu "trabalho" fascinante.
Relembro-me só de um grupo que fazia encantos e, eu não sei se ainda existe: "Seiva Trupe".
A TV está também, às vezes, a par nas notícias sobre este modo de estar na vida. Olho-a e vejo anunciar o "Dia Mundial do Teatro".
Chamam-lhe paixão, Arte!
Sempre actual, doce amiga.
Bj amigos de estima que respeita

pena

rendadebilros disse...

Foram momentos que passaram a correr realmente e é nessa altura que se percebe mais intensamente a falta que as pessoas mais queridas nos fazem... mas a vida é mesmo assim e as princesas têm as suas próprias asas é para voarem...

És uma privilegiada por conheceres pesoas tão bonitas...

Beijos.

Filoxera disse...

Infelizmente, não posso ir ao teatro tanto como gostaria...
No 9º ano, optei por Teatro; acho que a minha escola foi precursora nessa opção. Tive como professores o Carlos Avilez e o António Marques, dois senhores dessas artes.
Depois, enveredei pelas Humanísticas. No 10º ano já não havia Teatro... Na realidade, não teria seguido, provavelmente, mas acho que era uma boa área.
Aguardo a tua opinião sobre o último post...
Beijos.

avelaneiraflorida disse...

Que pena o TEATRO só ser lembrado assim num dia!!!!
Tanto que ele faz parte da nossa condição humana!!!!
Brigados por este post, Querida Sophiamar!!!!
Bjkas!!!

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, na verdade, é uma pena que o Teatro como tantas outras coisas na vida, só sejam lembrados em dias especificos... O Teatro é parte integrante da nossa cultura !
Obrigado pelo post.
Beijos

Agulheta disse...

Sophia.
Sobre este dia do qual fiz referência no (maripossa)devia ser mais apoiado e mais dado a conhecer as crianças e até aos lares,para tirar da solidão as pessoas que não tem oportunidade de ver,como sejam a província.
Beijinho Lisa

herético disse...

excelente a tua homenagem ao Teatro
beijos

lua prateada disse...

Teatro tão lindo...tenho tão poucas possibilidades de ver.
AH!...Espero que possas sempre ver o mar...
Se um dia precisares de silêncio para pensar em alguem,lembra-te que em silêncio,alguem pensa em ti...
Que teu fim de semana luminoso, lindo e brilhe para ti!...
Beijinho prateado com carinho
SOL

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sophiamar
Adoro teatro e espectáculos ao vivo.

Olha deixo-te este poema de Eugénio de Andrade:


ADEUS

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras
e não encontro nada.
Antigamente tinhamos tanto para dar um ao outro!
Era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.

Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes!
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
no tempo em que o teu corpo era um aquário,
no tempo em que os meus olhos
eram peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor...
Já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus

amigona avó e a neta princesa disse...

MUITO, muito cansada mas não podia deixar de vir matar as saudades...um abraço muito grande querida Isabel...deixo, também, um beijo de amizade para ti e outro para a Maria (como está a tua pequenina?)...

elvira carvalho disse...

Passando para deixar um abraço.

Carminda Pinho disse...

Amiga,
tenho saudades de ir ao teatro.
A culpa é naturalmente minha, pois o teatro não morreu.
Que viva o Teatro! e os seus artistas.
Beijos.

PS: não estejas preocupada, o que leste interpretei-o como uma vontade de ajudar. É que eu e a Meg,estamos em contacto "directo" todos os dias...e ela tem-me tentado ajudar. Tem sido uma querida. Como tu e, mais alguns:)))

anamarta disse...

Olá
há imenso tempo que não vou ao teatro, dantes ia muito, mas últimamente não vou tanto com gostaria...
beijinhos

Outonodesconhecido disse...

Gosto muito de teatro.
Vim deixar-t eum beijinho
Bom fim de semana e obrigada pelo apoio.
Agora estou no http://comecardenovo2008.blogspot.com/