sábado, 17 de maio de 2008

Irena Sendler


Morreu com 98 anos, no dia12 de Maio , Irena Sendler, conhecida como a mãe dos meninos do Holocausto, activista da resistência nazi, conhecida como a Shindler polaca. Sendler é considerada como uma das grandes heroínas da resistência polaca aos nazis ao evitar que 2.500 crianças judias do gueto de Varsóvia fossem encaminhadas para campos de concentração. Assistente social, Irena Sendler trabalhava antes da guerra com famílias judias pobres . A partir do outono de 1940, passou a correr sérios riscos ao fornecer alimentos, roupas e medicamentos aos moradores do gueto de Varsóvia, instalado pelos nazis. No fim do verão de 1942, Irena Sendler aderiu ao movimento de resistência Zegota ( Conselho de Ajuda aos Judeus), e conseguiu retirar, clandestinamente, milhares de crianças , escondendo-as em malas que eram, posteriormente, levadas por bombeiros ou em camiões de lixo e integradas em famílias católicas ou conventos.

Em 2007, foi nomeada pela Polónia para receber o prémio Nobel da Paz. Há já alguns anos que esta grande heroína polaca da II Guerra Mundial se encontrava com alguns problemas de saúde e quase já não saía do lar onde residia.

52 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida já tinha lido a notícia no Samuel (cantigueiro)...tem um rosto tão sereno...irradia felicidade...só pode depois de ter feito o que fez...que repouse em paz e na memória dos Homens que a admiram...Beijos amiga...muitos...

Jorge P.G disse...

Excelente a tua ideia de aqui trazeres esta grande mulher!
É linda a sua fotografia, já velhinha, mas com uns olhos que não enganam. Doçura e muito, muito humanismo podem ler-se naquelas duas contas azuis e bem vivas.
Esta senhora nunca morrerá nos corações de todos os que auxiliou e das famílias que entretanto terão criado, possíveis talvez apenas pela sua acção de coragem e de amor fraterno. Nem nos nossos!
UMA GRANDE PESSOA A MENOS NESTE MUNDO, mas eternamente na nossa lembrança!

Parabéns pela magnífica página sobre Irena Sandler.

Um abraço e uma óptima semana de trabalho, Isabel.

José Cavalheiro disse...

Foi bom ficar asaber por ti da existencia histórica, em geito de homenagem, de pessoas que durante a noite negra do nazismo procederam de forma heroica ao salvamento das minorias.
Gostei também da canção.
Fica bem

Sophiamar disse...

Amigona Querida

O pai de Irena Sendler era um médico célebre, grande humanista que ensinou a filha segundo o lema: fazer o bem sem olhar a quem.
Deixou-nos há poucos dias mas dos nossos corações e da nossa memória não poderá partir.

Beijinhos mil

Sophiamar disse...

Jorge, Amigo:

Esta mulher não poderá ser esquecida e compete-nos a nós essa missão. Não podemos nem devemos deixar de transmitir às novas gerações quem foram estes grandes humanistas que com abnegação e ousadia enfrentaram os algozes da grande noite fascista. E ela foi tão penosa, tão injusta, tão cruel!

Obrigada, Jorge! As tuas palavras são sempre bem vindas.

Um beijinho e que a tua semana de trabalho seja também muito boa.

Sophiamar disse...

José Cavalheiro

Sê bem vindo! Estes seres humanos de grande coração e de uma força e coragem inabaláveis tornaram menos penosa a crueldade que caracterizou algumas décadas do século XX. A não esquecer!

Beijinhos

elvira carvalho disse...

Acabei de lhe mandar um mail sobre ela. Quando o recebi ela ainda era viva. Que Deus a acolha a seu lado que bem merece.
Uma boa semana.
Um abraço

Odele Souza disse...

Nossa!! 98 anos! Que vida longa!
E que candura me passa a foto desta mulher, sem dúvida uma pessoa iluminada que serviu de luz para muitas pessoas. Linda Irena!.

Um beijo pra ti e boa semana.

elvira carvalho disse...

Não tem nada a ver com este post, é apenas uma correcção. Eu não sou do Sporting, sou do F.C.Porto.
Um abraço

o escriba disse...

Amiga Sophiamar

Outro grande ser humano, a quem já tinha feito referência e que tu tão bem apresentas neste texto.
Eles vão desaparecendo e é bom que se mantenha deles a memória.Mas o mundo actual continua desumano e atrocidades continuam sendo cometidas.Será que desapareceu definitivamente a raça de um Aristides ou de uma Irena? Sonho que a resposta seja não!

bjs
Esperança

Maria disse...

Hoje, dia 19 de Maio, deixo-te, com um abraço

Chamava-se Catarina
O Alentejo a viu nascer
Serranas viram-na em vida
Baleizao a viu morrer
Ceifeiras na manha fria
Flores na campa lhe vao pôr
Ficou vermelha a campina
Do sangue que entao brotou
Acalma o furor campina
Que o teu pranto nao findou
Quem viu morrer Catarina
Nao perdoa a quem matou
Aquela pomba tao branca
Todos a querem p'ra si
O Alentejo queimado
Ninguém se lembra de ti
Aquela andorinha negra
Bate as asas p'ra voar
O Alentejo esquecido
Inda um dia hás-de cantar

Um Momento disse...

Paz á suya alma...


(*)

Um Momento disse...

:)
Muitas vezes passo no silêncio , sem nada dizer.
Mas ñ , ñ estás esquecida minha Querida Sophiamar.
E como vi que não reparas-te deixo o link onde deixo um miminho com carinho aos Amigos... e tu és:)))))

http://momentosmimados.blogspot.com/


Um beijo grande, por todos os momentos!!!

(*)

gaivota disse...

é excelente a homenagem prestada a esta Mulher, ouvi a notícia, e teria que ser relevante o sentimento despertado!
vou estar fora mais uns dias, não sei as possibilidades que terei neste mundo "teclado",
mando-te um xi muito grande e beijinhossssssssssssssss

NM disse...

Muito simpático e acolhedor este teu espaço. Voltarei com mais tempo.

http://krigsmjod.blogspot.com
http://prazeroculto.blogspot.com

Ludo Rex disse...

Uma Mulher com M Maiúsculo. Bonita Homenagem.
Kiss e Boa Semana

Fernando Santos (Chana) disse...

Linda homenagem a Irena Sendler...
Beijos

Papoila disse...

Querida amiga:
Um grande artigo e uma sentida homenagem a esta grande mulher que transpira ternura e serenidade!
98 anos!
Um grande coração e um olhar que ilumina!
Beijo

lagartinha disse...

Boa noite
Eu não quero ser insensível, mas não terá esta Senhora feito mais que a Irmã Lucia? Porque se fala tanto da última e eu,ignorante só conheci esta Senhora aqui?
Um beijinho

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga!

Já li o email que muito lhe agradeço.
Merece um bom lugar no céu.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Odele

Que rosto sereno o desta mulher! Esteve de bem com a vida. Há que fazer o bem sem olhar a quem.

Beijinhos para si e Flavinha.

Bem haja!

Sophiamar disse...

Elvira

Então eu pensava que eras do SCP. Como foi possível este engano?
Desculpa.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Escriba
Que a memória não nos traia. Compete-nos transmitir às novas gerações a acção destes humanistas em prol da liberdade.

Que muitos venham a aparecer. E fazem tanta falta!

Beijinhos

Sophiamar disse...

Maria

Chamava-se Catarina, o Alentejo a viu nascer e também a viu morrer. Pela Liberdade. Não a esqueçamos!

Abraço

Sophiamar disse...

Um momento

Quem és tu querida amiga a quem tantos prémios devo? Muito obrigada pela tua amizade, simpatia, carinho.

Vai passando. Não estou esquecida? Nem tu!

Beijinhos

Agulheta disse...

Sophia.
Grande mulher,que doçura de olhar e de grande.
Pessoas assim jamais ficará esquecido no coração dos homems de bem e paz.
Beijinho e boa semana lisa

Sophiamar disse...

Gaivota, Princesa do Mar

Inda agora aqui chegaste
Já te encontras de partida
A tua amizade deixaste
És uma amiga muito querida.

Isso é que foi conversar de hóquei!

Gostei, nha linda!

Bêjes, muntes, pariga!

Boa viage!

Sophiamar disse...

nm

Volta sempre que quiseres.
Esta casa é tua.

Beijos

Sophiamar disse...

Ludito, Migo!

Destas mulheres se fez e faz a história. Destas e destes.

Beijinhos grandes

Sophiamar disse...

Fernando

Obrigada, amigo.

Vai passando. Irei falando deles e delas.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Papoila, Amiga:

Sê bem vinda! Esta casa recebe-te de braços abertos.

Irena respira ternura, serenidade, amizade...

Beijinhos

Sophiamar disse...

Lagartinha

Irena Sendler é uma das grandes mulheres da História. É Polaca e talvez por isso não tenhas ouvido falar tanto dela mas a sua obra foi enorme. A irmã Lúcia é portuguesa.

Beijinhos

mundo azul disse...

Homenagem muito merecida! O trabalho dessa mulher, foi realmente maravilhoso...Beijos de carinho e muita luz, para você!

anamarta disse...

Parabéns pela homengem que fazes a uma Mulher de grande valor! Se os olhos são o espelho da Alma, os dela revelam uma Alma linda!
Obrigada por nos trazeres aqui ao teu espaço estes grandes humanistas.
Beijos

gaivota disse...

minha querida deusa do mar, inda bem que gostaste da conversa do hóquei... ficava num "tráz e leva"... falar deste e daquele, histórias lindas que tenho com alguns hoquistas!
pois é, vou para as tuas bandas uns dias resolver assuntos antigos (ou tentar)
beijinhossssssssssssssss

ASPÁSIA disse...

AMIGA SOPHIAMAR!

UMA GRANDE MULHER E MÃE DE MILHARES DE VIDAS, POIS SEM ELA, ESSES MESMOS MILHRES E SEUS DESCENDENTES SE TERIAM PERDIDO NAS GARRAS DA MAIOR ATROCIDADE DO SÉC.XX.

COMO ÓSCAR SCHINDLER E ARISTIDES S. MENDES, MERECE SER RECORDADA PARA SEMPRE PELAS PESSOAS DE BEM DE TODO O MUNDO!

GRANDE BEIJINHO!

PS- FALEI HÁ 2 DIAS C A AMIGA TD. ESTÁ A REAGIR BEM AO TRATAMENTO. AINDA ASSIM TERÁ DE SER OPERADA, MAS NÃO PARA JÁ.

elvira carvalho disse...

Ontem não pude passar. Vim hoje e na falta de post novo deixo o meu abraço, e o desejo de que tudo esteja bem

Vieira Calado disse...

Olá, Sophia!
Está tudo bem? Assim o desejo.
De louvar a tua iniciativa de relembrar estes grandes vultos da nossa História recente.
bjs

jo ra tone disse...

Relatos heróicos e históricos aqui descritos.
Um homem, uma mulher de sangue frio, que muito bem fizeram pela vida da humanidade.
Quanto à foto:
Aos noventa e oito anos...
Não mudou nada!

beijinhos Sophia

Sophiamar disse...

Mundo Azul

Seja bem vinda!

Esta mulher fez um percurso de vida inteiramente dedicado aos outros.

Beijos

Sophiamar disse...

Anamarta

A tua presença aqui é sempre motivo de alegria. Partilhamos sentires muito semelhantes. Esta mulher tinha uma alma linda. Como dizes!

Bem hajas!

Beijinhos

Sophiamar disse...

Gaivota
Diverti-me com a conversa e aprendi um pouco mais sobre o hóquei. Conheci o Livramento, genro do algarvio Fernando Cabrita. Fazíamos a mesma praia, a mesma cidade...
Vens para as minhas bandas? Ah, pariga, come gostava de te ver na nha terra.
bêjes! Muites!

Sophiamar disse...

Aspásia, Flor Amiga!

Fico satisfeita com as notícias da TD.Dá-lhe beijinhos e diz que a esperamos.

Quanto a Irena Sendler nunca a esqueceremos. Nem o podemos fazer. Que a memória não nos traia.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Elvira

Um beijo grande, amiga e as melhoras do teu pai.

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Vieira Calado

Sê bem vindo. Desculpa a minha falta de assiduidade. Às vezes falho involuntariamente.

Estes humanistas que aqui tenho recordado não podem ser esquecidos.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Jo Ra Tone

Aos 98 anos não mudou nada! Lindíssima! Por dentro e por fora.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Agulheta, Amiga!

Desculpa ter deixado para o fim o teu comentário. Fi-lo sem querer.

Estas são as mulheres que fazem a história. Não as esqueçamos!

Beijinhossss

Filoxera disse...

Se houvesse muita gente assim no mundo, este seria bastante melhor.
Beijos.

MPS disse...

Cara Sophiamar

Vinha hoje, que tenho mais tempo, comentar este artigo e dou de caras já com outro... Paciência!

Mesmo assim, não fica por dizer o bem que faz em divulgar o nome e a obra de gente boa, quando só se fala de gente má! Precisamos desses exemplos para o carácter, como do pão para a boca!

Verifiquei que muitos dos comentários se referem a esquecimentos. Há um, no meio de todos eles, que muito me surpreende: o de Raoul Wallenberg que , por si só, salvou cerca de cem mil judeus húngaros e, como sabe, acabou nas mãos sangrentas de Estaline, sem que a verdade sobre a sua morte (estará ainda vivo?) seja contada; sem que ninguém lhe possa pôr uma flor na sepultura!

Quem quiser pode encontrar mais informação sobre Wallenberg na seguinte página:

http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/biography/wallenberg.html

-----
P.S. escrevi-lhe para o endereço que disponibiliza nesta página. Não sei se lhe terá chegado.

Um abraço

BlueVelvet disse...

Uma grande mulher, mas sobretudo um grande ser humano.
Pena que não haja, ou não tenham havido nesta altura mais como ela.
Ou terá havido e não chegou ao nosso conhecimento, não sabemos.
A nossa homenagem a todos.
Veludinhos azuis

Sophiamar disse...

Filoxera, Amiga!

Não posso estar mais de acordo contigo mas a nossa imperfeição, os laivos de mesquinhez, de inveja, de maledicência encontram campo para proliferar na espécie humana ao contrário do altruismo, da bondade, da honradez.

Não deixemos de lutar por isso amiga querida.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Cara mps

A sua passagem por aqui é sempre, como lhe disse, e constata-se, uma mais-valia.Obrigada por me ter recordado Raoul Wallenberg. Vieram-me agora à memória os Jardins dos Justos em Jerusálem, na Arménia, em Sarayevo e em Milão onde milhares de árvores foram plantadas para homenagear aqueles homens que tão indigna e injustamente foram maltratados, aviltados, humilhados. A maior mácula do século XX! Inúmeros são os exemplos de indivíduos que, sensibilizados pelas condições das vítimas, foram capazes de defender a dignidade humana, diante de um projecto de aviltamento da sociedade,onde se enquadram o massacre dos judeus e outros genocídios. O mal não é uma inevitabilidade humana e é sempre tempo de tomarmos consciência disso.
Raoul Wallenberg , sueco, foi um diplomata incansável na defesa dos direitos do homem durante a segunda grande guerra.Salvou a vida de milhares de judeus e,cujo final, depois de ter sido capturado pelas tropas de Estaline, continua uma incógnita.
A Fundação Internacional Raoul Wallenberg, que tem contribuído para divulgar o nome do cônsul português Aristides Sousa Mendes, pôs a decorrer uma petição na ONU a fim de poder investigar-se com rigor o que aconteceu ao diplomata sueco.

Obrigada,pelo seu contributo.

Um abraço