domingo, 15 de junho de 2008

Almada Negreiros (1893 - 1970)

José Sobral de Almada Negreiros, escritor e artista plástico, nasceu em S. Tomé e Príncipe, a 7 de Abril de 1893, na Roça da Saudade, e morreu a 15 de Junho de 1970 no Hospital de S. Luís dos Franceses, em Lisboa, no mesmo quarto onde morrera o seu amigo Fernando Pessoa. Completam-se hoje trinta e oito anos. Amigo de Fernando Pessoa, Almada desenvolveu além da literatura e da pintura a óleo, composições coreográficas para ballet, trabalhou em tapeçaria, gravura, pintura mural, caricatura, mosaico, azulejo e vitral. Almada Negreiros sempre se preocupou com a beleza e a sabedoria. Para ele "a beleza não podia ser ignorante e idiota tal como a sabedoria não podia ser feia e triste". Foi um pintor e um pensador, praticante de uma arte elaborada que pressupõe uma aprendizagem que não se esgota nas escolas de arte. Esta implica um percurso introspectivo e universal.


As Banhistas

O tema principal de Almada foi o número, a geometria (sagrada) e os seus significados, declarando que a sabedoria poética e a sabedoria reflectida têm entre elas a fronteira irredutível do número. Almada revela-se assim um neopitagórico sendo este seu lado a fonte mais profunda da sua inspiração e da sua criatividade e, segundo Lima de Freitas, a sua loucura central. Vulto cimeiro da vida cultural portuguesa durante quase meio século, contribuiu mais que ninguém para a criação, prestígio e triunfo do modernismo artístico em Portugal.

A Sesta
Na sua evolução como pintor, Almada passou do figurativismo e da representação convencional dos primeiros tempos, para a abstracção geométrica, matemática e numérica que caracteriza as suas últimas obras. A sua preocupação central foi a determinação do enigmático Ponto de Bauhütte. Essa procura ficou registada por vários textos, por numerosos traçados geométricos e por algumas pinturas a preto e branco que Almada foi acumulando, mas sem tornar público o fundo do seu pensamento. Antes de romper o quase segredo da sua busca, Almada realiza, para o Tribunal de Contas de Lisboa, um dos cartões para tapeçaria intitulado «O Número». ( Texto e imagens do Google)

O Número ; Tribunal de Contas de Lisboa ( 1958)

Por favor, consultem este blog http://somadeletras.blogspot.com/ onde encontrarão um excelente post de História de Portugal baseado numa pesquisa do Professor Alberto Iria, historiador algarvio, natural de Olhão. Conheça a história da Cidade, então Vila de Olhão, no dia 16 de Junho quando o povo expulsou as tropas napoleónicas da cidade.Completam-se amanhã 200 anos.

68 comentários:

elvira carvalho disse...

Vinha dar os bons dias, e caramba Sophiamar ainda nem digeri bem toda a excelente informação sobre o Fernando Pessoa, e já tenho aqui outro excelente poste.
Eu tenho um livro de poesia dele.
Obras completas. Confesso que não li todo. Porque uma parte está escrito em francês.
Bom Domingo.
Um grande beijinho à Maria.
Um abraço

António Inglês disse...

Bom dia Isabel

Venho desejar-te um excelente domingo e deparo com uma postagem sobre Almada Negreiros.
Juro que não foi combinado, mas também eu lhe prestei uma homenagem.
Coincidências entre "Manos", vá lá saber-se porquê...
Gosto de Almada Negreiros, sobretudo porque acho que um homem que consegue deixar um património artístico tão facetado tem de ser um génio.
Grande beijinho e um abraço do tamanho do mundo onde envolverás todos e em especial a "nossa" Maria.
António

Maria disse...

Uma bonita homenagem a um Homem grande da nossa cultura.
Obrigada pela partilha, Isabel.

Beijinhos

Brancamar disse...

Olá Isabel,
És uma fonte de informação cultural inesgotável!
Ontem já a dormir em cima do computador dizia-te que voltava para ler o teu post do Fernando Pessoa e já cá encontro outro do Almada Negreiros, artista que muito admiro e que se encaixa perfeitamente dentro do meu gosto estético.
Acabei de sair fascinada do adlibitum2008, já está nos meus linKs e que maravilhoso espaço, ainda bem que não te esqueceste de mo lembrar.
Só tenho que vos pedir desculpa a ti e a outros amigos por já mo disseste no dia 11 e hoje são 15, mas não me esqueci e ainda fui a tempo de recuperar a leitura dos textos já publicados e como me senti bem naquela casa!
Obrigada por seres uma tão boa amiga.
Um grande beijinho para ti e para a Maria.

anamarta disse...

Isabel Boa Tarde
Ontem Fernando Pessoa, hoje Almada Negreiros.Parabéns pela homenagem que fazes aqui a mais um grande Homem. Autor também de uma das mais obras que conheço "Os Paineis de Alcântara".
beijos
PS: Gostei do novo look.

O Guardião disse...

Sou suspeito por ser um admirador de Almada Negreiros, e já agora de Pessoa, que está no post anterior. É sempre uma agradável surpresa recordar coisas belas e ler sobre pessoas que contribuiram para "embelezar" os nossos espíritos, quando tudo parece cinzento no panorama nacional.
Cumps

heretico disse...

excelente a associação beleza/sabedoria.

nunca tinha pensado nesses termos. grato

bettips disse...

Tenho saudade das "tuas pessoas" ... mas sim, são dias de lembrar e sempre aprendemos algo mais! Esse conceito dos atributos da beleza e sabedoria de ANegreiros não conhecia: são factos simples e tão profundamente verdadeiros que nos espantamos de os ver assim, como raios de sol!
Bjinho

ASPÁSIA disse...

ISABELITA

NÃO ME FOI POSSÍVEL AINDA LER TODAS ESTAS HOMENAGENS QUE PRESTAS À NATA DOS NOSSOS HOMENS DE CULTURA. VOLTAREI EM BREVE COM MAIS TEMPO.

DEIXO VOTOS DE BOA SEMANA, SAÚDE BOA E BEIJINHOS MUITOS !

Pena disse...

Linda, Doce e Admirável Amiga de sonho:
Em 1913, Almada Negreiros, publica o primeiro desenho n’A Sátira - é necessário agitar a mentalidade artística portuguesa.
No mesmo ano faz a primeira exposição individual. São cerca de 90 desenhos.
Fernando Pessoa escreve uma crítica à exposição.
Quando Almada o aborda, responde-lhe que não percebe nada de arte...
Nasce a amizade.
Um verdadeiro prodígio no campo das letras e das artes.
Parabéns. Sensacional.
Adorei.
Beijinhos amigos que a estimam e respeitam imenso.
Com fascínio pelo que escreve e nos encanta constantemente

pena

elvira carvalho disse...

Amiga, passagem rapidinha, só para deixar um abraço, e dizer que seguiu o mail ainda ontem

gaivota disse...

excelente, minha amiga, depois de Pessoa, Almada a completar!
a coincidência do mesmo quarto no hospital, porque terá sido...
há coisas fantásticas!
venho numa pressinha, só para te deixar um beijinhoooooooooooooooooooooooooooo

Graça Pires disse...

O Almada Negreiros merece todas as homenagens. Obrigada minha Amiga.Um beijo.

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga!

Almada Negreiros é inesquecível e não podia deixar passar este dia sem dizer algo sobre ele. Claro que isto é cópia do google com algumas adaptações.
Obrigada pela prendinha.

Um grande beijinho de todos.
Isa

Sophiamar disse...

António, Amigo inesquecível:

A tua passagem por aqui é motivo de grande alegria. Sempre!
Quanto a Almada, já vi que ambos gostamos dele.
E Almada faz-me lembrar alguém que norteou a minha vida e que permanece no meu coração. Até eu partir.
Um grande beijinho e um abraço do tamanho da amizade que se pode ter por um amigo. Espero não te desiludir nunca.

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Maria

Obrigada pelas palavras. A partilha é feita com prazer e amizade.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Brancamar, Querida Amiga!

Agradeço-te os elogios , amiga, mas este saber recolho-o da net. A busca pode ter algum mérito mas o conteúdo é emprestado.
És uma simpatia, uma pessoa dedicada e delicada. Não tens que me pedir desculpa por só hoje teres ido ao adlibitum. É um espaço muito bonito,feito pelo Jorge Guedes do Sino da Aldeia, um amigo culto, honesto, franco e com muito bom gosto. Fê-lo para que dele todos usufruamos.
Eu é que agradeço a tua amizade e as palavras educadas que aqui me
deixas.
Vai passando amiga e se alguma vez te desiludir, di-lo, por favor. Temos no Porto, um grande amigo comum. E outros fora do Porto.
A Maria manda-te um sorriso. O dos três meses.
Eu mando-te beijinhos e um enorme abraço.

Bem hajas !

Sophiamar disse...

anamarta

Obrigada, amiga! Almada Negreiros não pode cair no esquecimento. É património cultural imperdível.

Também gosto mais deste look.Obrigada!

Beijinhos

Sophiamar disse...

Guardião

Obrigada pelas palavras, amigo!
Sempre bem vindas, sempre dedicadas, sempre lidas com atenção.

Vai passando!

Beijinhos

Sophiamar disse...

Herético

A associação beleza/ sabedoria bem patente no conceito de arte de Almada.

Beijinhos

Vai passando!

Sophiamar disse...

Bettips

Há quanto tempo não falo das minhas pessoas! Um dia destes retornarei. Lembro-me do cheiro da alfazema e do rosmaninho e regressarei à minha serra.

Beijinhos

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Aspásia, Amiga!

Lê-los-ás quando tiveres mais tempo. Eu sei como andas ocupada e os dias não duram semanas. Voam!

Beijinhos grandes para ti e TD

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Pena, Querido Amigo!

Almada e Pessoa, amigos em vida, partilharam o mesmo espaço na hora da despedida. Ele há coincidências!
Obrigada pelo teu contributo. Adicionaste conhecimento e esta é, quanto a mim, a mais-valia da blogosfera.

Beijinhos

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga!

Cá recebi o mail. Uma prendinha muito desejada pela mãe da Maria. Adorou e agradece com um beijinho.
A avó babada, chorou.

Obrigada!

Mil beijinhos

Sophiamar disse...

Gaivota, Princesa do Mar!

Passaste nesse teu voo já conhecido.Andas num rodopio mas apareces sempre a Ver o Mar.

Beijinhos

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Graça

Almada não será esquecido! A sua obra imortalizou-o como ele merecia.

Beijinhos

Bem hajas!

lagartinha disse...

Um bom início de semana.
Por favor, participem na votação que está a decorrer no clube entre hoje e amanhã. É importante.
Obrigada
CLUBE DE BLOGUISTAS PORTUGUESES

Jorge P.G disse...

Não vou comentar a biografia de Almada, logicamente.
Apenas quero dizer que foi um dos maiores vultos da nossa cultura anti-sistema e que muito gosto dos seus trabalhos, sejam na pintura sejam na campo das Letras.

A referência ao "Soma das Letras" parece-me inteiramente pertinente e justa. Já lá fui há dias.

Um abraço.

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, bela homenagem a um grande homem da Arte, da nossa cultura !
Beijo

rendadebilros disse...

Andamos na recta (quase) final com muito trabalho e pouco tempo.
Virei mais tarde para ler estes posts que tenho lido em diagonal e merecem ser lidos com mais atenção.

Aqui hoje choveu ainda... o Verão, no entanto, não tardará.
Boa semana.

LuzdeLua disse...

Bela postagem mesmo. Deixo-te um abraço com carinho e boa semana.
Bjs

Sophiamar disse...

Lagartinha

Já lá fui votar.

Um abraço

Sophiamar disse...

Jorge

Foi um dos maiores vultos da cultura portuguesa. Também gosto muito da sua obra.

Um abraço

Sophiamar disse...

Fernando

Outro grande vulto da cultura portuguesa.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Rendinha

Muito, muito trabalho. Muita papelada.Quase sem tempo para nada.

Obrigada

Beijinhos

Sophiamar disse...

Luz de lua

Sê bem vinda!

Retribuo-te o abraço e desejo-te uma boa semana.

Beijinhos

TINTA PERMANENTE disse...

Uma excelente homenagem a um Grande das Artes!...

abraços!

Sophiamar disse...

Tinta permanente

Há quanto tempo, amigo!

Sê bem vindo.

Abraço fraterno

Agulheta disse...

Sophia.Agradeço visita ao meu espaço! Comentar este grande trabalho de qualidade,que partilhas sobre Almada Negreiros,adorei.
Beijinho e boa semana Lisa

Espaço do João disse...

Quando entro neste espaço, sinto-me tão pequenino que não tenho palavras para comentar tão elequente personagem autora deste blog.Uma coisa sei! Fico muito grato quando recebo suas mensagens. Gosto efectivamente da Isabel. Pessoa destinta em sua linguagem simples, clara, concreta e concisa. Muita sabedoria e presistente em pesquisa. Obrigado Isabel por teres de aturar este simples e humilde analfabeto. Um abraço. João

Sophiamar disse...

Agulheta

Não tens que me agradecer, amiga. É com muito gosto que te visito embora não seja muito assídua ultimamente.

Beijinhos mil.

Boa semana!

Sophiamar disse...

João, Amigo!

Este espaço é para os amigos. As portas estão abertas de par em par e isto que vos proporciono é cópia do google.
É na partilha de conhecimentos que o ser humano crescerá.
Vais ver quanto te irei perguntar sobre jardinagem. E não falta muito.
Obrigada, amigo!

Beijinhos

Bem hajas!

Ana disse...

Almada Negreiros, o pintor, o poeta , o actor, ... e patrono da escola onde leccionei tantos anos.
Obrigada, Sophiamar, por mo trazeres à memória.
Um beijo com amizade.

Sophiamar disse...

Ana

Eu é que tenho de agradecer a tua amizade e as palavras que com tanta delicadeza me deixas.
Aqui és presença indispensável. Almada Negreiros acompanha-me desde menina e a sua vasta obra é outra das minhas paixões.

Beijinhos

amigona avó e a neta princesa disse...

Saio mais rica do que quando entrei! Obrigada amiga...

Sophiamar disse...

Amigona

Agradeço as tuas palavras.

Beijinho

São disse...

Bom trabalho de divulgação de um nome maior da nossa cultura.Aliás, como já acontecera com Pessoa.
Fique bem.

Sophiamar disse...

São

Agradeço a tua passagem pelo meu blog. Almada é grande, sim. Dos maiores do sécculo XX. Afinal, o século de Pessoa, Ary, Mourão-Ferreira, Fernando Namora, Eugénio de Andrade, Sophia de Mello Breyner... e tantos, tantos, tantos...

Privilégio o de quem com eles conviveu.
Beijinhos

Bem hajas!

Papoila disse...

Minha Querida:
Já tinha espreitado e lido o artigo.
As obras de Almada Negreiros são fascinantes.
O tempo! O tempo escoa-se por entre as minhas mãos como grãos de areia.
Obrigada pela visita.
Beijo

Sophiamar disse...

Papoila

Vai aparecendo. As tuas visitas sãp sempre bem vindas. O tempo, esse factor que se escoa por entre os dedos!

Beijinhos

Nilson Barcelli disse...

Grande escritor e artista plástico do século XX.

Beijinhos.

Sophiamar disse...

nilson barcelli

Uma figura grande do século XX! Será que há quem não goste de Almada Negreiros?

Obrigada, amigo!

Vai passando.

Beijinhos

o escriba disse...

Isabel

Querida Amiga, cheguei tarde mas cá estou.
Primeiro que tudo, um grande agradecimento pela chamada de atenção no teu post às comemorações do Bicentenário. Emocionaste-me. Foi uma das grandes recompensas pelo trabalho intenso destes últimos dias! Obrigada.
Sobre o Almada Negreiros, o teu post está espectacular.Nesta visita aproveitei para ler melhor o anterior sobre Fernando Pessoa.
És uma fonte de informação e tanto!
Gostei e aprendi.
Já fui também ao teu outro blog, o colectivo, e adorei!

Um grande beijo
Esperança

ASPÁSIA disse...

AMIGA ISABELITA

CONHECIA ALGO DA VIDA E OBRA DE A.NEGREIROS, MAS O PONTO DE BAUHÜTTE FOI COMPLETA NOVIDADE PARA MIM...
ASSIM FUI VER E DESCOBRI UM TEXTO...
UMA ESPÉCIE DE "QUADRATURA DO CÍRCULO" ESSE TAL PONTO!

DE ALGUM ALEMÃO QUE SEI, BAU=CONSTRUÇÃO, HUTTE= CABANA... PARECE SER O "PONTO PARA CONSTRUIR CABANAS OU ABRIGOS"... SUPONHO EU... SERÁ?

FICA O TEXTO, Q NATURALMENTE TERAS LIDO...

Ponto de Bauhütte

Entre os séculos VIII e XI, as grandes abadias beneditinas agruparam à sua volta escolas de arquitectos dirigidas pelos monges da ordem. Esses núcleos de mestres-de-obras, artesãos e pedreiros, quer laicos, quer eclesiásticos, reagruparam e conservaram os textos e documentos da ciência da proporção da Antiguidade Grega e Alexandrina, que chegaram até nós, e além disso, transmitiram a mística pitagórica dos números.

A partir da época das cruzadas, os arquitectos, construtores e pedreiros do Santo Império Germânico, incluindo as da Suíça e dos países limítrofes de língua germânica, embora mantendo íntimos laços com a igreja, passaram a organizar-se em sociedades semi-secretas inteiramente laicas, criando a Bauhütte. Esta associação era de certo modo, um prolongamento dos antigos colégios de construtores anteriores à queda do Império Romano do Ocidente.

Os sinais lapidares, ou siglas, que no período bizantino eram constituídos pelas letras do nome reunidas em monograma, transformaram-se na época românica, e posteriormente no gótico, em traçados puramente geométricos desprovidos de letras. O arquitecto vienense Franz Rzika, para um seu estudo sobre sinais lapidares, recolheu na Europa cerca de 9000 marcas lapidares e encontrou as chaves geométricas das mesmas. São elas constituídas, sem excepção, por quatro matrizes, e cada matriz-tipo por um diagrama geométrico correspondente a uma das quatro grandes Lojas de construtores: Loja de Estrasburgo, Loja de Colónia, Loja de Viena, e Lojas de Berna e de Praga. (Freitas, 1990)

As quatro matrizes formavam a "rede fundamental" e serviam também, além do traçado de siglas, no desenho de capitéis, campanários, rosáceas, etc. Mas, para obter todos os traçados usados pelo construtores do gótico, quer no desenho das rosáceas e outros pormenores, quer ainda na composição de plantas e alçados, no dimensionamento e proporcionamento global das edificações, é necessário acrescentar uma quinta matriz à rede: o Ponto de Bauhütte. Esta não aparece em nenhuma sigla lapidar, constituindo provavelmente o grande segredo geométrico dos mestres construtores do gótico, só acessível no último grau de iniciação .

A propósito do Ponto de Bauhütte, Almada transcreveu assim o velho ditado da Bauhütte transformado em quadra.


Um ponto que está no círculo
E que se põe no quadrado e no triângulo.
Conheces o ponto? tudo vai bem.
Não o conheces? tudo está perdido.



Este segredo da arquitectura e da pintura clássica foi imagem obsessiva para Almada que durante dezenas de anos, tentou descobri-lo.

.......

RESSALTEI A QUADRA FEITA POR ALMADA... PARECE QUE "ALI É QUE BATIA O PONTO!"

BEIJINHO EM PONTO PÉ-DE-FLOR :)*...

anamarta disse...

Passe para te deixar um beijo e desejos de boa noite.

Sophiamar disse...

O escriba

Antes que me esqueça, Esperança, quando passares pelo blog colectivo, deixa umas palavrinhas, colega. Sabes quanto gosto que deixes assinalada a tua passagem pelos espaços onde me encontro.
A festa em Olhão foi abrilhantada pela reconstituição histórica que tu bem conheces e o envolvimento de toda a comunidade ainda mais a abrilhantou.
Fico satisfeita que tenhas gostado de Pessoa e de Almada.
Leva beijinhos mil

Sophiamar disse...

Aspásia, Amiguita:

Só tenho a agradecer o contributo que deixaste sobre Almada Negreiros e o tal ponto de Bauhutte.Acabaste por redigir um outro post que merecia publicação. Ai,minha menina, obrigada pelo teu interesse pelo que aqui deixei. Espero que todos quantos aqui passam diariamente te leiam. Assim deveria ser a blogosfera.

Obrigada!

Mil beijinhos

Sophiamar disse...

anamarta

Daqui te envio beijinhos e agradeço a passagem. Já lá estive mas não havia post novo. Vou lá hoje.

Beijinhos

avelaneiraflorida disse...

Querida Sophiamar,

E cada post que deixas...uma referência.Como sempre!!!!
Um dos nossos maiores!!!!
E a sugestão de visita não podia ser mais oportuna!!!!
Que sejam bons todos os teus dias !!!!
Bjkas!!!

Sophiamar disse...

Avelaneira Florida

Que sejam igualmente bons todos os teus dias.

A tua presença nesta casa é sempre bem vinda.

Bem hajas!

Beijinhos

anamarta disse...

Isabel
Deixo-te um beijo com desejos de um muito bom dia.
beijinhos

gaivota disse...

olá isabel, ando que nem posso, tão cansadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
venho só dizer bom dia!
e dar um beijinho com muito carinho e amizade

Filoxera disse...

Que bom post!
E aquela sesta sabe a repouso dos guerreiros após uma guerra de amor...
Beijos.

Huckleberry Friend disse...

PIM!

Sophiamar disse...

anamarta

Tem um bom dia, amiga! Por aqui o Almada está quase de saída.

Beijinhos

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Gaivotinha:

Eu sei que andas num rodopio. Mudanças, minha amiga, deixam-nos esfalfadas.

Beijinhos mil

Sophiamar disse...

Filoxera

Aquela sesta sugere uma tarde de amor. Teria sido? Só o pintor no-lo diria.A pintura deve ser lida consoante aquele que a observa. E são tantas as leituras!

Beijinhos

Sophiamar disse...

Huckleberry friend

PIM!

Vai passando, amigo.

Beijinhos