terça-feira, 10 de junho de 2008

Parabéns, António, Meu Querido Amigo!




Mal nos conhecemos Inaugurámos a palavra amigo! Amigo é um sorriso De boca em boca, Um olhar bem limpo Uma casa, mesmo modesta, que se oferece. Um coração pronto a pulsar Na nossa mão! Amigo (recordam-se, vocês aí, Escrupulosos detritos?) Amigo é o contrário de inimigo! Amigo é o erro corrigido, Não o erro perseguido, explorado. É a verdade partilhada, praticada. Amigo é a solidão derrotada! Amigo é uma grande tarefa, Um trabalho sem fim, Um espaço útil, um tempo fértil, Amigo vai ser, é já uma grande festa!




Alexandre O`Neill


O António Inglês, meu querido amigo do http://porentremontesevales.blogspot.com/ faz hoje um aninho. Passem por lá e dêem-lhe os parabéns.

Sê Feliz, António!

8 comentários:

elvira carvalho disse...

Dei-lhe os parabéns, pouco passava da meia noite. E faço minhas as suas palavras. Tudo o que se diga de bem dele é pouco.
Um abraço

Um Momento disse...

:)))))))
Já havia passado por lá de manhã , mas só há pouco lá fui dar os meus Parabéns:))))
Parabéns a ti Linda Sophiamar por seres como és!

Um beijo Amigo em ambos com muito carinho!!!

(*)

Sophiamar disse...

Elvira

Tudo quanto se diga a respeito da bondade deste amigo fica sempre muito aquém daquilo que ele é e representa para nós.

Beijinhosss

Sophiamar disse...

Um mmento

Quem és tu amiga? Às vezes suscitas-me curiosidade. Penso conhecer-te há muito tempo.

Obrigada pelas tuas palavras sempre tão simpáticas.

Beijinhosssss

Espaço do João disse...

Passei por cá. Parei e li que o António Inglês fazia um ano que começou seu blog. Como fui convidado, por lá passei enviando-lhe os meus parabéns. Foi a rimeira vez que conheci seu espaço. Belo amigo

António Inglês disse...

Querida amiga Isabel, mana virtual, mana do coração.

Não encontro palavras que te possam transmitir tudo aquilo que me fizeste sentir neste bocadinho que aqui vim buscar.
A pele virou pele de galinha, as mãos trémulas descansaram por momentos na secretária, a voz fugiu, o peito tremeu e os olhos turvaram-se de repente.
Não mereço tanto elogio, ainda para mais compartilhado por mais amigas que fazem o favor de me aturar.
Fiquei vermelho de envergonhado com tamanha distinção que não mereço.
Eu sou eu e apenas eu, um homem simples que tenta preservar as amizades e que faz do respeito e das relações um culto.
Ao longo da vida, são muitas as desilusões, talvez porque só sei ser assim, sincero, leal e amigo.
Entrego-me às causas demasiado talvez, mas sempre genuinamente e por isso essa frontalidade cria nos outros enormes patamares de incómodo.
Não procuro ser mais do que sou, vou tentando ser útil ao meu semelhante, e tento colaborar activamente na vida da minha freguesia que no fundo é composta de homens e mulheres do povo, desse povo a que pertenço e com o qual me identifico.
Como vês minha querida amiga, sou e serei sempre simples mas frontal e leal, verdadeiro e sincero, mas sobretudo AMIGO com quem podes contar sempre.
Obrigado pelas tuas palavras e que Deus lance sobre todos nós o seu manto protector para que a vida sorria e nos permita sermos felizes junto daqueles a quem amamos.
Deixo-te milhões de beijinhos e amanhã será um novo dia.
António

Sophiamar disse...

João

Obrigada amigo!O António Inglês é um amigo de truz. Vais gostar de conhecê-lo.

Beijinhos

Sophiamar disse...

António,Querido Amigo,Mano:

Tudo quanto possa dizer de ti fica muito aquém do que na realidade és. A tua dimensão humana é rara,muito difícil de encontrar nos dias de hoje. Ter-te como amigo é um privilégio e não ouso sequer imaginar o que seria ter lido, ontem, no teu blog, uma despedida ainda que eu saiba onde e como encontrar-te.
Mil e tantos beijinhos

Bem hajas!