quarta-feira, 23 de abril de 2008

Cantar Alentejano



Chamava-se Catarina
O Alentejo a viu nascer
Serranas viram em vida
Baleizão a viu morrer

Ceifeiras na manhã fria
Flores na campa lhe vão pôr
Ficou vermelha a campina
Do sangue que então brotou

Acalma o furor campina
Que o teu pranto não findou
Quem viu morrer Catarina
Não perdoa a quem a matou

Aquela pomba tão branca
Todos a querem p'ra si
Ó Alentejo queimado
Ninguém se lembra de ti

Aquela andorinha negra
Bate as asas p'ra voar
Ó Alentejo esquecido
Inda um dia hás-de cantar.

Zeca Afonso


48 comentários:

Filoxera disse...

Aqui, até sinto o aroma dos cravos.
Parabéns, continuas inspirada, amiga!
Beijos.

Maria disse...

Excelente escolha, esta...
O cheiro dos cravos anda por aí... e é tão bom....

Beijinhos

Sophiamar disse...

Filoxera

Abril, a liberdade, os cravos e a poesia que lhes anda associada traz-me felicidade.

A tua presença é sempre muito desejada.

Beijinhossss

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Maria

Abril tem o travo doce daquela madrugada. E agora o povo unido nunca mais será vencido. Assim o desejo. Por isso lutarei sempre.

Beijinhos

Maria Faia disse...

Querida Amiga,

Neste dia solarengo bato à tua porta aberta somente para te deixar um beijo de Liberdade.

Maria Faia

António disse...

Olá, Isabel querida!
Tu vais lá pouco e eu venho cá ainda menos.
Com o tempo, o meu interesse pela blogosfera vai diminuindo...
Não visito quasi ninguém!
Enfim: há mais mundo para além deste...

Beijinhos

Sophiamar disse...

Maria Faia

Querida Amiga, nesta casa, és sempre bem-vinda. O ar que desejas respirar é exactamente igual ao meu. Abril, sempre, em Liberdade plena, um dos direitos inalienáveis de qualquer cidadão.

Beijinhoss....de Liberdade

Vai passando!

Sophiamar disse...

António, Querido Amigo!

Felizes aqueles que como nós têm mais mundo para além deste. No entanto, vai passando que é com grande alegria que registo a tua entrada nesta casa. Não desistas da net. Se vires temos amigos comuns. Dessa Invicta que tanto amo.

Mil beijinhossss

Graça Pires disse...

Lembrar o Zeca é lembrar Abril e a liberdade.
Beijos

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida está tudo tão bonito por aqui!!!Acho que te vou tirar uns cravos...beijinho linda!!!

elvira carvalho disse...

Continuamos na caminhada para o 25 de Abril.
E continuamos com boa poesia.
Um abraço

Ludo Rex disse...

Excelente escolha. Cantemos em Liberdade. Kiss

Jorge P.G Sineiro disse...

Que o sacrifício de catarina não tenha sido totalmente em vão!

Fascismo, ou seu derivados travestidos de democracia, NUNCA MAIS!

Um abraço forte às mulheres de coragem e se não deixam iludir por palavras mansas.
Viva a Catarina Eufémia de Baleizão!

Abraço também para ti, Isabel.

Sophiamar disse...

Graça Pires

Zeca é Abril, é a aurora de um novo dia que veio para ficar connosco.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Amigona Querida Amiga!

Os cravos são lindos. Podes levar quantos queiras. O que é meu é para repartir.

Mil beijinhos solidários.

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga!

Abril é todos os dias ainda que as desigualdades continuem a existir e cada vez mais acentuadas.
Podemos falar, manifestar, associar... Não deixemos morrer a Liberdade que em Abril floriu.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Ludo

Cantemos sempre Abril e Maio.Deixemos aos mais novos esta herança que a tantos custou a vida.

Sempre pela Liberdade.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Jorge

Espero que não tenha sido em vão. Carrajolas, nunca mais! No entanto, os ideais de Abril que sempre me empolgaram, e pelos quais luto, estão distantes.

Que não se extingam as mulheres de coragem, que se batam por uma sociedade mais igualitária, mais verdadeira, mais justa.

Um abraço amigo,Jorge!

Passa sempre. És bem vindo!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sophiamar
Esta canção do Zeca Afonso ouvia-a muitas vezes, em surdina, antes do 25 de Abril. Aliás cheguei a conhecer o Zeca.
Bons tempos de ideais, Sophia.
Agora tudo está cinzento e baço. E faz bem ouvir. Acreditar ainda.
Abraço

Sophiamar disse...

Silêncio Culpado

Também cheguei a conhecer o Zeca. Em Faro. Eu, pouco mais do que uma criança, ele, professor da Tomás Cabreira.

Agora está tudo cinzento e baço como dizes, amiga. Tanta injustiça, tanta desigualdade.

Não percamos a esperança de um mundo melhor.

Beijinhos

O Guardião disse...

Eufémia...
Já escolhi as músicas que vou colocar no bloguito de 24 para 25, e a do Paulo de Carvalho está preparada.
Cumps

gaivota disse...

chamava-sa cat'rina...,
foi por ela que a minha querida catarina foi "batizada", filha dum homem da revolução, um homem dos cravos, um homem do mar,
morreu brutalmente num acidente de viação há 6 anos e nestes dias tem-nos a todos com ele!
bem hajas companheiro!
para ti, isabel que me lembraste este Amigo, mil beijinhos deixo-te

Germano V. Xavier disse...

Olá!

Passei por aqui...
Gostei do blog!

Abraços pernambucanbaianos!

Germano
www.clubedecarteado.blogspot.com

Agulheta disse...

Sophia.
Com este espaço de Abril,nestes belos cravos de liberdade,embora eles andem algo cinzento,mas devemos todos de o fazer da sua cor novamente,basta querer.
Beijinho Lisa

Carminda Pinho disse...

Isabel,
mulheres de coragem foram muitas e ainda existem felizmente.
Catarina Eufémia assassinada brutalmente ficará para sempre imortalizada.

Viva Abril!
Beijinhos

Huckleberry Friend disse...

Ora, eis a primeira celebração que vejo da data a que sempre gosto de me associar... em breve, chegará ao meu codornizes. Viva a Liberdade!

Pena disse...

Linda Amiga:
Zeca Afonso foi um marco poderoso e importante na luta pela liberdade que hoje mora em nós.
Sacrificou uma vida em próle das pessoas de Portugal.
Vive presente em mim e no que sou.
Sou um admirador do seu harmonioso sentir e dos versos que compôem as suas baladas lindas de luta pela liberdade pessoal e social.
Lindos versos. Puros de encanto e beleza.
Fez bem em dar-lhe viva voz.
Ele agradecer-lhe-á, onde quer que esteja.
Beijinhos amigos de estima e muito respeito.
Sempre a admirá-la e a aconsiderá-la

pena

pin gente disse...

cantam as searas ao sol aloiradas
já tiveram chuva ficaram molhadas
está chegar o dia de serem ceifadas
e com uma bela foice serem beijadas

os campos desnudos assim ficarão
quando se aproxime o pino do verão
novas sementeiras para a terra virão
que de verde se veste noutra estação



beijo
luísa

Sophiamar disse...

Guardião

Também farei um novo post, amigo.
Vivamos Abril em pleno.

Beijinho

Sophiamar disse...

Gaivota

E eu estou contigo, Gaivota amiga!
Abril e tudo quanto a ele anda associado tem de ser comemorado sempre.
Por esse homem valente, pela tua Catarina, pelos teus e todos os outros gritemos: Agora o povo unido jamais será vencido.

Beijinhosssssss Mil

Sophiamar disse...

Germano:

Sê bem vindo. Esta casa recebe quem por ela passa de braços abertos.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Lisa,Amiga Linda!

Acabei de vir de uma festa onde Abril foi evocado com o tom rubro com que nasceu. Temos a responsabilidade de passar aos nossos filhos e netos os valores que os militares nos restituiram naquela madrugada.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Carmindinha, Amiga:

Catarina representará sempre as mulheres que lutam pelas liberdades, direitos e garantias que lhes são devidos.

Uma mulher, de entre outras, que muito respeito.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Huckleberry Friend

Já fui ao teu blogue e ao do Torquato. Gostei do teu post. Divulgação da exposição de um algarvio que conheci há mais de trinta anos.
Quanto à data assinalada, vivi-a ao vivo e fico empolgada sempre que dela falo.

Vai passando.

Beijinhoss

Sophiamar disse...

Pena, Estimado Amigo

José Afonso( o Zeca) viverá eternamente dentro daqueles que respeitam os direitos, liberdades e garantias do cidadão. Assim o saibamos nós transmitir aos nossos filhos.

Beijinhos

És sempre bem-vindo!

Sophiamar disse...

Pin Gente

Sê bem vinda, amiga. Amigos dos meus amigos , meus amigos são. Fui fazer-te uma visita e fiquei encantada com as quadras com que ma retribuíste. Eu conheço esse teu dom de poeta. Excelente.

Beijinhossss

Vai passando

jo ra tone disse...

Bela canção de Zeca Afonso que me faz ir para longas distâncias.
E como se relaciona com o campo...!
Beijinhos

Anita disse...

MInha querida amiga não podia deixar de vir aqui deixar-te muitos beijinhos com sabor a maresia e desejar-te um bom e abençoado fim de semana prolongado.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Sophiamar disse...

Jo Ra Tone

Gosto de todas as canções de Zeca Afonso. Uma paixão sem limites.

Bjinhos

Bom fim de semana!

rendadebilros disse...

Belas evocações que aqui tens feito... que tanta recordação nos traz e...nos deixa um sabor um pouco amargo , quando tanto se esperou... tudo fica diluído com o tempo: os governantes que temos , mesmo os que mais se empenharam na luta, já se esqueceram, todos esquecem , quando instalados , bem instalados...
Bom fim de semana...
Pouca inspiração , minha amiga... anda a cabeça ocupada com outras coisas..

Sophiamar disse...

Anita

És bem-vinda nesta casa. Vai passando. Tem um abençoado fim de semana, também.

Beijinhos fraternais.

Bem hajas!

Sophiamar disse...

Rendinha

Tenho andado ocupada com a evocação da Revolução de 25 de Abril. Tanto se fez e tão bonito saiu. Vale a pena o esforço quando os resultados estão em consonância com o mesmo.
Infelizmente, o espírito que a todos nos envolveu, vai-se esbatendo com o tempo mas temos a responsabilidade de não deixar cair o que tanto nos custou a ganhar. Retomemos o caminho, em força, e lutemos pela Liberdade.

Beijinhossss

Bom fim de semana!

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida neste fim de tarde em que nos preparamos todos para ir para as comemorações não podia deixar de vir dar-te um abraço de Abril!
Fica bem minha querida eu vou respirar alegria e fraternidade...

Sophiamar disse...

Minha Querida Amiga Grande

Já hoje estive num evento em que foi recordado esse inesquecível dia. Ouvi um testemunho fantástico de quem viveu essa madrugada pugnando pela Liberdade.

Beijinhossss

Maria disse...

Mesmo mesmo a correr antes de ir para a rua esperar pela Grândola, deixo-te um abraço forte por Abril!

Beijinhos e um cravo vermelho

Sophiamar disse...

Maria

Corre, amiga! Vai festejar Abril.Fazes parte daqueles que não deixarão murchar os rubros cravos da revolução.

Beijinhosssss

herético disse...

Catarina uma "mulher de vermelho". de sangue.

abraço solidário.

Sophiamar disse...

Herético

Sê bem-vindo!

Catarina foi uma das muitas que sucumbiram sob o regime fascista que não mais podemos esquecer.

Beijinho num cravo rubro