quinta-feira, 3 de abril de 2008

Maria Gabriela Llansol 1931/2008

Maria Gabriela Llansol Nunes da Cunha Rodrigues Joaquim, conhecida como Maria Gabriela Llansol nasceu em Lisboa a 24 de Novembro de 1931 e faleceu em Sintra a 3 de Março de 2008.
Escritora portuguesa de ascendência espanhola, licenciou-se em Direito e em Ciências Pedagógicas, tendo trabalhado em áreas relacionadas com problemas educacionais. Em 1965, abandonou Portugal para se fixar na Bélgica tendo regressado há alguns anos a Portugal. Considerada uma autora cuja escrita é hermética e de difícil inteligibilidade para o leitor comum, é, no entanto, apontada por muitos como um dos nomes mais inovadores e importantes da ficção portuguesa contemporânea. A sua carreira literária iniciou-se com Os Pregos na Erva (1962), obra que inaugurou uma nova forma de escrever, embora estruturalmente se assemelhe a um livro de contos. Publicou de seguida Depois de os Pregos na Erva (1972), O Livro das Comunidades (1977), A Restante Vida (1983), Na Casa de Julho e Agosto (1984), Causa Amante (1984), Contos do Mal Errante (1986), Da Sebe ao Ser (1988), Um Beijo Dado Mais Tarde (1990), com evidentes ressonâncias autobiográficas, Lisboaleipzig 1: O Encontro Inesperado do Diverso (1994), Lisboaleipzig 2: O Ensaio de Música (1995), Ardente Texto Joshua (1998) e Onde Vais Drama Poesia? (2000).


No caso de Maria Gabriela Llansol dificilmente se podem aplicar designações tradicionais como conto, romance ou mesmo diário. Apesar de se detectarem elementos tradicionais da narrativa, as suas obras, mais do que narrativas, são conjuntos de pequenos quadros e meditações. A acção localiza-se geralmente na Alemanha ou em regiões próximas, nos primórdios do Renascimento, num ambiente fantástico em que à volta de Copérnico, Isabol ou Hadewijch se movimentam personagens inspirados em pensadores místicos como San Juan de la Cruz e Eckhart e filósofos como Nietzsche e Espinosa. Os diários Um Falcão em Punho (1985), considerado o ponto de viragem no que toca à cada vez maior inteligibilidade da sua escrita, e Finita (1987), distinguem-se das obras ficcionais pela sua aparente ordenação cronológica e pelas reflexões sobre a concepção materialista em que se baseia a mística e a poética da autora. Um dos traços mais marcantes de toda a sua produção consiste na constante negação da escrita representativa, com inserção no texto de diferentes caracteres tipográficos, espaços em branco, traços que dividem o texto, perguntas de retórica, aspectos que contribuem para a sensação de estranheza que os seus textos provocam.

59 comentários:

elvira carvalho disse...

Mais uma escritora que não conhecia. Não me lembro do nome, penso que nunca li nada dela, mas fiquei com vontade de conhecer.
Obrigada por isso.
Um abraço, e os desejos de boa saúde.

Sophiamar disse...

Querida Elvira!

Gabriela Llansol não era muito conhecida e não é uma escritora fácil mas vale a pena tentar a leitura de um dos seus livros.

Beijinhossssss

Obrigada, Amiga!

Carminda Pinho disse...

Isabel,
embora conheça o nome desta autora que partiu recentemente, tenho que confessar que nunca li nada a seu respeito, nem que tivesse publicado.
Acabo de o ler aqui, pela partilha que connosco quiseste fazer.
Obrigada
Beijos

gaivota disse...

querida sophiamar,também mais uma desconhecida para mim, nem de nome...
obrigada pela partilha sempre tão interessante que nos ofereces
espro que tenhas gostado dos meus amores, todos!
anda, aparece...
beijinhosssssssssssssssssss

Menina do Rio disse...

Não a conhecia, mas deixo aqui minhas homenagens a ela quem com certeza as merece.

Um beijo

anamarta disse...

Olá
Só conheço o nome, nunca li nada dela, obrigada pela partilha.
beijos

Maria disse...

Partiu há pouco tempo mas fica a sua Obra.
Que espero a partir de agora seja mais divulgada. Pelo menos aqui nos blogues é....
Obrigaa, Sophiamar.

Beijinhos com cheiro a maresia

Maria Laura disse...

Uma lembrança oportuna de alguém que deixa uma obra fundamental. Obrigada.

Meg disse...

Isabel, passo mais tarde para ler com atenção, pois não conheço a autora mas quero saber tudo sobre ela. E o carteiro?
Um abraço

Carmim disse...

Desconhecia essa escritora, mas gosto de descobrir novas obras, por isso, fiquei tentada.

Um beijo.

Ludo Rex disse...

Merecida homenagem pelo trabalho que nos legou.
Kiss

Mocho-Real disse...

Não conheço. A temática é pesada e não aprecio muito o género.
Acredito que seja excelente escritora, porém.

Um abraço, numa autêntica corrida louca contra o tempo.
Desculpa não ser mais expressivo nos comentários.

São disse...

Parabéns pelo post, fizeste muito bem em prestar esta homenagem!
Abraços.

Graça Pires disse...

Ficámos todos mais pobres com a sua morte...
Um beijo.

Raul Martins disse...

Só a descobri no dia da sua morte e num blog de um amigo que tem uma paixão por ela:
http://existenteinstante.blogspot.com/2008/03/maria-gabriela-llansol.html

ver também:
http://existenteinstante.blogspot.com/2008/03/maria-gabriela-llansoloutra-vez.html

e também

http://existenteinstante.blogspot.com/2008/03/gabriela-llansol-e-verglio-ferreira.html

Hoje descobri, por acaso,ao ouvir a rádio, que há também uma ópera baseada num livro dela. O autor da obra é o João Barrento. Mas não sei mais nada.

Ouvi ainda que há um livro dela que está no prelo e a sair em breve mas não sei qual.

Parabéns por dar a conecer esta autora e pelo seu Blog. Foi a primeira vez que cá vim e não me arrependi.

Meg disse...

Isabel, finalmente li o texto com mais atenção e, como te disse antes, não conheço de todo a autora. Talvez pelos temas que aborda, aproveito a expressão do Jorge, muito pesados, na verdade não são, como se costuma dizer "para o meu dente"~.
Mas aempre é mais uma informação a reter, por isso mesmo.

Um abraço cheio de beijinhos cor-de-rosa.



P.S: já tenho o mess.desactivado.

rendadebilros disse...

Sempre a aprender ... com prazer.
Beijos.

Sophiamar disse...

Carminda, Amiga!

Eu li muito pouco desta escritora. É uma escrita muito densa, difícil mas interessante. Li um artigo no Jl sobre a sua obra e a notícia da sua morte pelo que decidi dá-la a conhecer.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Gaivota, Princesa do Mar

Os teus amores são lindosssss! E a avó também o deve ser.
Quanto à escritora, é pouco conhecida e vale a pena saber algo mais sobre ela.

Beijinhosssssss

Sophiamar disse...

Menina do Rio

Sê bem-vinda a esta casa. Já por aqui tens passado e gosto muito de te ver por cá. Tenta conhecer a escritora.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Anamarta

Pouco li desta escritora mas sei que há quem muito aprecie. Vale sempre a pena ler algo.

Beijinhossss

Vai passando!

Sophiamar disse...

Maria Laura

Sê bem vinda! Gabriela Llansol não é fácil de ler mas é muito interessante.

Vai passando!

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Meg

Vale a pena conhecer Gabriela Llansol. Uma mulher de uma grande humildade e de um grande conhecimento.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Carmim

Sê bem vinda! Esta casa é tua.

Tenta conhecer esta escritora. Vale a pena!

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Ludo, Amigo!

Uma mulher muito simples, simpática e de um grande conhecimento.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Jorge, Amigo!

Nem mais! Temática pesada mas excelente escritora.

O tempo voa, Jorge! Vai passando quando puderes mas os teus posts não os dispenso.
Gosto dos teus comentários.
Abraços

Sophiamar disse...

São

Gabriela Llansol merece ser conhecida. Aquilo que nos legou é muito importante.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Graça Pires

É verdade! Ficámos mais pobres com a sua morte. A sua obra merece ser conhecida.

Beijinhossss

Sophiamar disse...

Raul Martins

Sê bem vindo! Esta casa é tua. Vale a pena conhecer Gabriela Llansol. A sua escrita é densa mas muito interessante.

Beijinhosssss

Vai passando!

Sophiamar disse...

Meg

Tu tens bom dente para esta leitura. És uma mulher muito inteligente, lês bastante e compreendes bem Gabriela Llansol. A temática é, contudo, muito densa.

Beijinhossss muitosss

Vai passando. Eu farei o mesmo.

Sophiamar disse...

Rendinha

Não tenho passado pela tua casa. Irei lá em breve. Gosto das terras altas e da conversa.

Gabriela llansol morreu,há, precisamente, um mês.

Deixou-nos obra importante.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Maria

Desculpa, amiga!Saltei o teu comentário. Fi-lo sem querer.
Também espero que a obra de Gabriela llansol seja mais divulgada.

Beijinhosss

Vai passando!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sophiamar
Efectivamente o meu saber é muito pequenino neste universo imenso de oportunidades.
Não conhecia a escritora nem de nome nem de escrita.
Vamos ver se arranjo um tempinho para conhecer algo da escrita dela.

Beijinhos

Sophiamar disse...

Silêncio Culpado

Uma escritora com uma obra densa mas importante. Vale a pena conhecê-la!

Beijinhossss

Aspásia disse...

AMIGA

ESTOU COMO A MAIORIA DOS QUE JÁ COMENTARAM...
CONHECIA APENAS DE NOME...TALVEZ UM DIA POSSA CONHECER ALGO DELA, AGORA TANTAS TAREFAS ME ABSORVEM...

NÃO SEI SE JÁ FOSTE AOS BIGODES DO GATO DO SINEIRO, AQULEA PROfª BAMBINELA ANDOU POR LÁ A FAZER ESTRILHO COM UM BICHO DE ESTIMAÇÃO QUE TEM EM CASA...

BEIJINHO COM ESTIMAÇÃO TB.

Odele Souza disse...

Também como Elvira, não conheço a escritora aqui mencionada por ti, mas o que aqui escreves nos incentiva a conhecê-la.


Um beijo.

gaivota disse...

minha querida amiga, não gostas de caracóis??? uma algarvia que não gosta de caracóis... ohhhhhhhhhhhh
o cantinho do teu amigo jorge é bué curtido, nina!
logo lá vou eu... a caminho de (viseu, não...)
beijinhossssssssssssssss

Carla disse...

confesso que não conhecia, mas as suas palavras motivaram-me a descobrir o universo desta escritora
bom fim de semana

Sophiamar disse...

ASPÁSIA,AMIGA!

VALE A PENA CONHECER GABRIELA LLANSOL!UMA ESCRITA DENSA MAS ABSORVENTE.
LI POUCO MAS GOSTEI.

QUANTO AO BIGODES, ANDA POR LÁ UMA BAMBINELA COM A SANEFA PARTIDA MAS DOU-LHE UM DESCONTO.POBRE COITADA! ONDE TERÁ APRENDIDO A ESCREVER?
lEVA BEIJINHOSSSSS

Sophiamar disse...

Odele

A obra da Gabriela Llansol não foi muito divulgada mas vale a pena conhecê-la.

Beijinhosssss

Sophiamar disse...

Gaivota, Princesa do Mar da Naza ( ré)

Sabes, amiga, a minha mãe, uma algarvia serrana, não gostava e em casa pouco os fazia. Lembrava-se de lesmas segundo nos dizia. O meu pai comia-os nos restaurantes e tascas e nós optávamos por comidas serranas. Mas sou capaz de os comer. Poucos!
Quanto ao Jorge é um sineiro amigo, um curtido,que vale a pena conhecer.

Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Carla

Vale a pena conhecer Gabriela Llansol. A sua escrita é densa mas interessante.

Beijinhossssss

Mocho-Real disse...

Hoje é mesmo só para deixar aquele abraço.
Tive um dia do catano!
2ª feira vou ter a Srª Inspectora a bisbilhotar tudo. A turma de que era D.T no ano passado foi uma das seleccionadas por sorteio, pá! Já viste a minha sorte, hein?

Nem posso ver nem mais um papel à frente, acho que nem o higiénico, hoje, vou usar...hahahahahaha!....

Um abraço

Sophiamar disse...

Mocho-Real:

Oi,Mano,Jó!

Esta tua ausência já me tinha feito suspeitar que a sexta-feira seria um dia azafamado depois de um dia de descanso , perscrutando no alto da torre sineira.

Tiveste um dia do catano? Para mim, a 4ªfeira é um dia do catrino! Allgarvices! Ou aí também se usa o termo?

Com que então, 2ªa feira vais ser inspeccionado? Então andaste metido em papéis o dia inteiro! Actas, fichas de avaliação, planos de recuperação, registos de contactos com os e.e...
Por aqui também têm andado.
E no blogue também tens uns trabalhitos. As amigas rondam os blogues.
Leva um abraço!

Meg disse...

Olha, Isabel, o Tijó esqueceu-se da Maria ahahah! mas eu não me esqueço. Caramba, também já não estou com idade para ter tantas saudades de bebés!
Por isso ela vai gostar mais da tia Meggie.Diz-lhe que ele passa-se!
Vim só ver como estão e agora vou ver como está o resto das nossas amigas... e amigos.

Um abraço

Sophiamar disse...

Meg, Amiga!

O Tijó tem a Maria sempre presente, meg.Tenho a certeza! E a Maria vai ouvir ler, muitas vezes, as palavras que ele lhe dedicou. Tem uma avó que adora poesia e um tio que é poeta. E tu também vais estar sempre presente.! A amizade liga-nos e, embora não falemos das pessoas, estão cá dentro, bem guardadinhas no coração.
Ela vai gostar muito de todos vós que aqui a recebestes com tanto carinho.
Meggie, acabei de sair do teu blogue. Lá voltarei!
Beijinhossssss

jo ra tone disse...

Por vezes os heróis só são conhecidos depois de partirem.
Também desconheço a escritora
Bela homenagem

Bjinho

Sophiamar disse...

Jo Ra Tone

No nosso país, nos outros não sei, geralmente acontece o que dizes e é pena.

Tenta conhecer esta escritora. Não vais ficar desiludido.

Beijinhosssss muitosssss

avelaneiraflorida disse...

Já tinha encontrado uma refeência em outro cantinho...
mas nunca será demais distinguir quem realmente o MERECE!!!

Bjkas!!!

Sophiamar disse...

Avelaneira Querida

Esta escritora é pouco conhecida. Infelizmente! Tem, no entanto, uma escrita interessante.

Beijinhosssss

Maria Faia disse...

Querida Amiga,

Venho, finalmente, visitar-te e, encontro em tua casa um lindo testemunho de uma Mulher de fibra.
Não conhecia a Maria Gabriela Llansol mes, este teu singelo e simpático post, acordou em mim a vontade de conhecer a escritora que, com tanto carinho descreves.
Obrigado Amiga.

Deixo-te um beijo amigo e o meu mais profundo agradecimento pela Amizade com que me tens presenteado.

Votos de um Fim de Semana feliz,

Maria Faia

Sophiamar disse...

Maria Faia, querida Amiga!

Agradeço a tua visita. Fico muito satisfeita sempre que te vejo dar uma "passeata" pela blogosfera e deixar algumas palavras.

Gabriela Llansol é uma escritora cuja obra vale a pena conhecer.

Beijinhossss

Alexandre disse...

Fiquei mt chocado com a morte da Llansol, pois li algums coisa dela e gostei sempre muito da sua maneira de escrever!

Ainda bem que a relembraste!

Muitos beijinhos!!!

elvira carvalho disse...

Amiga passei para deixar um abraço e os votos de um excelente fim de semana. E muitos sorrisos para a Maria, que certamante vai ver.

Blue Velvet disse...

Ai como me sinto ignorante neste blog:)))
Não é que nunca tinha ouvido falar nesta escritora?
Obrigada por falares dela.
Beijinhos, veludinhos e bom fim-de-semana.

Sophiamar disse...

Blue Velvet, Amiga!

Gabriela Llansol era pouco conhecida. Infelizmente!
A sua obra é interessante mas muito densa.

Beijinhossss

Mocho-Real disse...

BOM DIA!

Disseste que tinhas um problema no blogue e vim vá espreitar. Mas está tudo direitinho! Ainda bem!

Um abraço e bom fim-de-semana.

Sophiamar disse...

Jorge!

Tás a ver aquele gajo que comentou antes de ti? Devo ter aberto um bicho daqueles.Grandes filhos daquela. Sabes, ontem, estive aqui até muito tarde a tentar arranjar isto. O blogue, só o meu, abria e fechava quase imediatamente. Mal me deixava fazer um comentário. Dizia ser uma ordem do internet explorer.E aparecia uma publicidade estranha. Já muito tarde, consegui deixar-te um comentário
Já pus o anti-vírus a correr e agora o problema passou.
Espero poder estar aqui. Mas há outro pc de recurso.
Beijinhosssss

Filoxera disse...

Nunca li...
Beijos.