segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Dia Mundial da Luta Contra a Sida


A síndrome de imuno-deficiência adquirida, conhecida em Portugal e nos outros países de língua oficial portuguesa pelo acrónimo SIDA, excepto no Brasil ,onde se usa a sigla em inglês AIDS, é uma doença viral, causada pelo virús HIV, que afecta todo o sistema imunitário. O alvo principal são os linfócitos T4 CD+ fundamentais para a coordenação das defesas do organismo. Assim que o número destes linfócitos desce abaixo de certo nível (o centro de controle de doenças dos Estados Unidos define como 200 por ml3), o colapso do sistema imunitário é possível abrindo caminho a doenças oportunistas, que podem matar o doente.

Descoberto na década de oitenta do século passado, este vírus já matou muitos milhões de pessoas em todo o mundo pelo que é importante que saibamos tudo quanto a ele diz respeito.

Visite o site da Nações Unidas

28 comentários:

pinguim disse...

Uma forma didáctica de assinalar um acontecimento infelizmente demasiado propagado e nem por isso demasiado divulgado: um dia por ano é pouco!!!
Beijinhos.

elvira carvalho disse...

Também acho que não é um dia por ano que temos que nos preocupar com a luta contra o HIV. É algo que devemos ter presente sempre, porque só assim podemos prevenir e evitar a propagação da doença.
Um abraço e bom feriado.

Jorge P.G disse...

Pequenas correcções técnicas vindas de quem sabe disto mais do que nós: Os linfócitos chamam-se T4 CD+ e era bom que as doenças oportunistas apenas surgissem com eles abaixo de 200 ml3. Para a SIDA, sim, é esse o número consensulamente estabelecido.

Bom seria que os dinheiros gastos pelos governos fossem mais canalizados para a investigação na saúde e no ambiente.
O espaço, naturalmente importante, claro, pode ainda esperar. Há muito a fazer ne Terra.

UM GRANDE ABRAÇO.

Tiago R Cardoso disse...

divulgou-se hoje uma sondagem que afirma que os portugueses têm medo de fazer o teste, preferem viver na ignorância.

Era mesmo isso que dizia, preferiam não saber.

SILÊNCIO CULPADO disse...

SOPHIAMAR
A Sida é um flagelo que não pára de alastrar devido, em grande parte, à incúria e à ignorância.
Entre 2000 e 2007 quase duplicou, em Portugal, o número de infectados pelo HIV. O SNS vai recebendo, em média, 6-7 novos infectados/dia.
Relativamente aos contagiados falta de tudo um pouco nomeadamente o apoio e a compreensão duma sociedade que acusa e discrimina sem se dar conta que ninguém está imune a ser infectado.
A Instituição SOl acolhe, actualmente, 24 crianças portadoras do HIV que ninguém quer para adopção.

Beijos

heretico disse...

beijos.
boas causas. as tuas. sempre

gaivota disse...

HIV, sida, talvez a maior praga destes últimos anos ainda tão pouco esclarecida, mas também porque ainda existem dúvidas sobre a mesma doença, o essencial está dito e a melhor prevenção esclarecida, mas certamente ainda tanto por fazer!
beijinhosssssssssssss

lagartinha disse...

Já me levou uma colega e amiga...infectada por um estúpido que ainda cá anda!
Beijinhos

o escriba disse...

Isabel

Querida Amiga, lembrar este dia nunca é de mais. Mas os milhões gastos em informação também poderiam ser canalizados para ajudas mais efectivas.

bjinhos
Esperança

Papoila disse...

Querida Amiga:
Nunca é demais divulgar este grave problema de saúde pública a que a maioria das pessoas não dá a devida atenção. Esta luta contra o HIV é quotidiana e tem de ser interiozada por todos. A sua forma de propagação tem de ser melhor conhecida e deveria ser uma preocupação pessoal saber se é portador de anticorpos para este virus.
Beijos

Graça Pires disse...

Obrigada por nos lembrares. Estás sempre atenta... Um beijo.

C Valente disse...

Saudações amigas

Agulheta disse...

Isabel. Nunca é demais alertar para que a propagação do HIV não alastre,alerta sempre e qualquer um pode estar sujeito.
beijinho

O Guardião disse...

Um flagelo que consome muitas vidas, umas por ignorância, outras por burrice e imprevidência, e muitas ainda porque nem todos têm acesso aos meios de diagnóstico e ao tratamento possível.
Nunca é demais falar nesta doença.
Cumps

Teresa Durães disse...

cá em Portugal os números de doentes com sida não param de crescer

Peter Pan disse...

Oh, Estimada e Admirável Amiga:
Não ignorou um dia tão importante. Só de si, do seu lindo sentir e da sua solidariedade brilhante e extraordinária.
Sim! Esta "causa" é pertinente, torna-nos apreensivos, preocupados com o seu avanço repleto de celeridade em todo o Planeta.
Uma atitude deslumbrante e maravilhosa. Aliás, como tudo o que "sai" daqui.
"...A síndrome de imuno-deficiência adquirida, conhecida em Portugal e nos outros países de língua oficial portuguesa pelo acrónimo SIDA, excepto no Brasil ,onde se usa a sigla em inglês AIDS, é uma doença viral, causada pelo virús HIV, que afecta todo o sistema imunitário. O alvo principal são os linfócitos T4 CD+ fundamentais para a coordenação das defesas do organismo. Assim que o número destes linfócitos desce abaixo de certo nível (o centro de controle de doenças dos Estados Unidos define como 200 por ml3), o colapso do sistema imunitário é possível abrindo caminho a doenças oportunistas, que podem matar o doente..."

Sem palavras mais.
Agradecido a quem Lá no Alto a protege...
Beijinhos amigos respeitadores.

O AMIGO sincero que aprecia imenso o que faz...e...faz bem...MUITO BEM...

peter pan

Brancamar disse...

Olá minha querida amiga,

É sempre importante lembrar, esclarecer, informarmo-nos. Só hoje cheguei aqui e fiquei feliz por estarmos em simultâneo na mesma causa.
Estou consciente que continuamos muito mal esclarecidos e que muito temos a aprender sobre tudo: prevenção, não discriminação,tratamentos, assistência social e psicológica, etc, etc.
E porque não incluirmos todos este teste nas nossas análises de rotina? Achamos sempre que não vale a pena, vergonha, medo, "só acontece aos outros". Aliás porque não incluirmos também os marcadores tumorais na mesma rotina? O sangue que tiramos é práticamente o mesmo, senão o mesmo.
Fica a sugestão.
Beijinhos.
Branca

Pico minha ilha disse...

Uma luta que deviaser todos os dias pois quanto mais se fala parece que ninguém entende o que deve mesmo fazer.Abraço

amigona avó e a neta princesa disse...

É sempre importante lembrar e sensibilizar todos os que por aqui passam. Quem sabe se alguém não poderá ser salvo? Creio que muito está por dizer ou que não interessa dizer...
Como andas minha amiga? Está tudo bem contigo? Deixo-te um abraço, com muita ternura...

Isa disse...

Engraçado,tenho uns "bocadinhos" para uma palavra,para os Amigos e para uma visita.Sabe-me bem, acreditas? O meu feitio é este.
Só falta levar um chá,um bolinho...
Na falta deles...deixo um beijo.
isa.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amiga, belo post por uma boa causa...
Beijos

C Valente disse...

Um flagelo infelizmente
Saudações amigas

lagartinha disse...

Passei para largar um beijo.

mundo azul disse...

...essa é uma luta diária e constante!


Beijos de luz e o meu carinho...

Ana disse...

Nunca é demais alertar. Li hoje estatísticas impressionantes. Infelizmente não é só poesia que se deve divulgar.
Um beijo grande, Isabel.

Brancamar disse...

Isabel,

Passo para deixar um bejinho. Espero que esteja tudo bem.
Branca

jo ra tone disse...

É bom não esquecer que esta doença é uma realidade muito mortal.
Basta apenas um pequeno deslize.
Beijo

heretico disse...

beijo. boas causas e boas razões. aqui. sempre...