terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Natal



Menino Jesus, que nasces
Quando eu morro,
E trazes a paz
Que não levo,
O poema que te devo
Desde que te aninhei
No entendimento,
E nunca te paguei
A contento
Da devoção,
Mal entoado,
Aqui te fica mais uma vez
Aos pés,
Como um tição
Apagado,
Sem calor que os aqueça.
Com ele me desobrigo e desengano:
És divino, e eu sou humano,
Não há poesia em mim que te mereça.



Miguel Torga

(Gaia, 24 de Dezembro de 1990)

22 comentários:

pinguim disse...

Um Torga mais amargo na sua concepção de Natal; antecipação do fim próximo???
Beijinhos.

Isa disse...

Esta amargura de Torga q.o acompanha sempre...
Dos mais lindos poemas dele.
Beijoo.
isa.

gaivota disse...

e o torga mais uma vez nestas vésperas de natal tão intenso e sentido, retratando tantos dos nossos corações...
mas não quero tristezas, tenho comigo os meus príncipes, de férias, e ao telefone vou tendo as minhas princesinhas...
um santo e feliz natal!
bem hajas minha querida isabel
mil beijinhossssssssssssss

Peter Pan disse...

Maravilhosa Amiga:
Mais um poema fabuloso feito pelas suas mãos de ouro. Puro. Lindo!
Um Beijinho e um SANTO NATAL.
Bem-Haja!

Sininho e peter pan

FESTAS FELIZES!

António disse...

Olá, Isabel!

Um FELIZ NATAL também para ti.

Beijinhos

Fátima disse...

A melhor mensagem de Natal
é aquela que sai em silêncio de nossos corações
e aquece com ternura os corações daqueles
que nos acompanham na caminhada pela vida.

Espero que nesta altura os vossos corações estejam quentinhos....

Obrigada pela companhia nesta minha curta vida... mas longa caminhada.


FELIZ NATAL

mundo azul disse...

__________________________________


É lindo o poema!

Obrigada, por traze-lo...


Beijos de luz e um
NATAL MUITO FELIZ!!!

___________________________________

© Piedade Araújo Sol disse...

uma certa amargura neste poema de Torga.

as imagens lembram e bem o Natal.

Feliz Natal

beij

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amiga, belo poema...
Votos de Boas Festas...
Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Isabel

Também sou humana e não divina, também olho o Natal como coisa desumana. Tanto esbanjar e tanta fome, tanta luz e tanta solidão. Mas também há amor e pessoas de eleição.
Neste percurso paro e entro em tua casa e bebo dos teus afectos e da tua poesia. Da tua vontade de reconstrução.
E sinto-te minha irmã. Até temos netos que fazem anos no mesmo dia. Também sou algarvia.
Os meus desejos de Feliz Natal não são cortesia. São do fundo, Isabel.

Abraço

margusta disse...

Querida Isabel,

...Muitos e Lindos são os poemas de Natal, com que nos premeias por aqui..Obrigada amiga!

Quero desejar-te a ti e a toda a tua família, um Santo e Feliz Natal!...
Que a Paz, a Saúde e o Amor, não Vs falte, não só neste dia...mas em todos os outros também!

Recebe um grande beijinhooooooooo meu!...

Amiga sempre
Margusta

Vieira Calado disse...

Olá, Isabel!


Venho já antecipar o tempo próprio.

Venho desejar-te

um

NOVO ANO


cheio de alegrias.

P.S.

Vou mandar o livro.

O meu obrigado


BEIJINHOSSS

lagartinha disse...

Com poemas, com rabanadas, com filhoses e bolo rei, mas principalmente com muita amizade, paz, carinho de família e amigos, que o Natal seja muito feliz é o que desejo do fundo do coração e obrigada por ser minha amiga.
Beijiiiiiiiiinhos

elvira carvalho disse...

Amiga vim deixar o meu abraço, o meu obrigada, e os votos de que este Natal seja tão feliz quanto o sonhou.
Tudo de bom para si e para aqueles que ama.
Um abraço recheado de beijinhos.

com senso disse...

Um Torga despido de esperança, mas vestido de uma profunda humanidade.
Um belo poema que nos faz descer à Terra.
Obrigado por este belo conjunto de poemas e imagens.
Votos de um Santo Natal, que ele lhe traga sempre novas esperanças, novas alegrias, novas forças.
Um beijinho com amizade.

Um Poema disse...

....

Obrigado pelos votos.

Que o teu Natal seja Feliz, pleno de graças, paz e amor.

Um abraço

lua prateada disse...

Que o amanhecer deste Natal e também, aquele do Ano Novo que está para vir , traga para a tua vida todo o amor e abundância em teu coração.Sê sempre amavél, pois em geral todo o sêr que encontras e que por ti passa está a travar uma qualquer batalha e, ninguem é perfeito ao ponto de não ter necessidade de amor.
Beijinho com amor e carinho da
Cidália=SOL

leituras disse...

Que o Natal seja um tempo de paz, de esperança e amor.
Que 2009 seja o prolongamento desse tempo de Natal, para que a paz perdure, a esperança encha os nossos horizontes e o amor acalente cada coração.

Boas Festas!

augustoM disse...

Torga não é nem nunca foi amargo, é a alma desnudada da ilusão que nos vestimos da vida. Parabéns pela escolha do poema, mais que adequado aos tempos em que vivemos.
Umas Felizes Boas festas e que a estrela da amizade continue a brilhar no Universo.
Um beijo grande. Augusto Dias

Isa disse...

Para te dar um beijo.
Feliz Natal,Amiga.
Tb. um
XI...
isa.

Fragmentos Culturais disse...

Doce Natal!

Muita Paz, Fraternidade, Afectos imensos...

Um beijo carinhoso

António Inglês disse...

Isabel

Passo para te deixar um abraço cheio de votos de felicidade para o ano que se avizinha.
Que 2009 te traga tudo o que mais desejares e que a protecção divina desça sobre a tua família.
Entra da melhor maneira possível e acredita que continuo, mesmo aparecendo pouco, torcendo por ti!
Um grande abraço e um beijinho de amizade.
António Inglês